e-SicFacebookYoutube
-

Notícias

Investimento para construção de duas barragens na região do Queixada pode chegar a R$ 3,5 milhões

O Edital está sendo publicado hoje (14/07), a concorrência se realiza no dia 03/08 e o prazo para conclusão das obras é de 180 dias

14/07/2017

Numa solenidade ocorrida ontem à noite (13/07) na área de eventos da Igreja Católica do Córrego Bonfim, região do Queixada, foi lançado oficialmente o edital de concorrência da construção de duas barragens em Baixo Guandu, num investimento que pode chegar a R$ 3,5 milhões.
 
No Diário Oficial de hoje (14/07) estão sendo publicados os editais da concorrência para construção das barragens, nos córregos Bomfim e Pinga Fogo. A abertura das propostas já tem data marcada para o dia 3 de agosto próximo e o prazo de construção é de 180 dias.

“Trata-se de uma vitória extraordinária para Baixo Guandu e para todas as comunidades da região do Queixada, que sofre com as fortes estiagens e vê agora a realização de um sonho”, falou o prefeito Neto Barros para uma platéia de mais de 200 pessoas, a maioria produtores rurais da região.
 
Neto relatou todo o processo de luta nos últimos 5 anos para tornar realidade a construção das barragens, que vão servir para a agricultura, o consumo humano e de animais. “Este é o resultado da união, desde quando preparamos um abaixo assinado apoiado pelas comunidades pedindo estas importantes obras. Agora, o sonho se torna realidade”, acrescentou.
 
O prefeito agradeceu o apoio do governador Paulo Hartung, da Secretaria de Agricultura, destacando ainda de forma especial o deputado Dary Pagung, “que tem sido um porta voz eficiente das reivindicações de Baixo Guandu junto ao Governo do Estado”.
 
Para o deputado Dary Pagung, que acompanhou todo o processo da liberação destes recursos, as barragens dos córregos Bomfim e Pinga Fogo abrem uma grande perspectiva de desenvolver toda aquela região, não somente na agricultura, mas até com atrações voltadas ao turismo, com a criação de dois grandes reservatórios de água.
 
Dary lembrou que, enquanto alguns estados do país enfrentam problemas sérios em suas contas, o Espírito Santo dá exemplo de boa gestão e garante investimentos. Para o deputado, o governador Paulo Hartung soube enfrentar a crise com competência e os investimentos são recorrentes em várias áreas importantes do Estado.
 
Na assinatura do edital de construção das barragens, representaram o Governo do estado o diretor do Incaper Mauro Rossini e o chefe de gabinete da Secretaria de Agricultura Felipe Ribeiro.
 
Representado a comunidade falou o produtor Antonio França, que destacou a importância das obras que serão realizadas. Estiveram presentes ainda o produtor Olívio Tomazini, que doou ao Estado a área para construção das barragens e 7 vereadores da Câmara Municipal: César Dragão, Celma Bussular, Sueli Teodoro, Sebastião Batata, Geraldo Boone, Agnaldo da Fênix e Soldado Vieira.

 
Orçamentos
Nos editais assinados ontem na comunidade do Bomfim, consta os valores estimados para cada barragem: a do córrego Bomfim está orçada em R$ 1,45 milhão e do córrego Pinga Fogo em R$ 1.98 milhão. Somados, estes valores chegam a quase R$ 3,5 milhões, um investimento extraordinário para garantir mais água na região do Queixada, que é uma das mais afetadas pela estiagem em todo o Estado.
 
No começo do próximo ano as duas barragens já deverão estar sendo inauguradas e durante a construção, mais um ponto positivo, as obras vão gerar grande número de empregos.

 

ES

BrasãoRua: Francisco Ferreira, n°40 Bairro: Centro CEP: 29730 – 000
Tel.: (27) 3732 – 8900 | Fax: (27) 3732 – 8900
CNPJ: 27.165.737/0001-10

Desenvolvido por DesignMaster Agência Digital