e-SicFacebookYoutube
-

Notícias

SAAE conclui na próxima semana troca da rede de esgotos da avenida Carlos de Medeiros

As obras de nova rede de esgotos na avenida Carlos de Medeiros são necessárias para aumentar a eficiência

12/09/2017

Até o começo da próxima semana, o SAAE vai concluir a troca da rede de esgotos da avenida Carlos de Medeiros, a principal de Baixo Guandu, resolvendo um velho problema de entupimentos que sempre ocorria naquele local.
 
“Estamos trocando uma rede de esgotos que era de cimento amianto, muito antiga, por tubos de PVC de 200 milímetros que garantem uma enorme durabilidade”, informou o diretor do SAAE Luciano de Bem Magalhães.
 
Luciano explicou que a rede antiga trazia muitos problemas e constantemente o SAAE tinha que fazer intervenções ao longo da avenida Carlos de Medeiros. Nos últimos 5 anos, para se ter uma ideia, foram 55 casos de entupimento da rede de esgotos naquele local, com transtornos  constantes às casas comerciais e residências, além da dificuldade causada ao tráfego de veículos e pedestres.
 
Com a nova rede, que está sendo colocada desde o restaurante Rodrigo Barbosa até as proximidades do Camelódromo, o problema de entupimentos deixará de existir.

Além disso, segundo o diretor do SAAE, a nova rede já atende ao projeto da administração municipal em fazer o tratamento do esgoto sanitário em Baixo Guandu. “O tratamento de esgotos precisa de uma rede moderna e estamos preparando a cidade para receber este benefício”, disse Luciano Magalhães.

Abastecimento de água
Com relação ao abastecimento de água da cidade, o diretor do SAAE disse que não há, no momento, nenhum risco de Baixo Guandu passar por um racionamento em consequência da forte queda da vazão do rio Guandu, ocasionada pela falta de chuvas.
 
A água do rio Guandu é hoje mais que suficiente para abastecer as necessidades da cidade, conforme o diretor do SAAE Luciano Magalhães. “Sabemos que a estiagem diminuiu muito a vazão, mas não há risco momentâneo da água do rio Guandu ser insuficiente para abastecer a cidade. Isto só aconteceria se a seca se prolongasse por muitos meses ainda, mas o período de chuvas começa em outubro e creio que não teremos problemas”.
 
Desde 2015, quando aconteceu a tragédia ambiental da Samarco, que despejou toneladas de lama tóxica no rio Doce, Baixo Guandu está sendo abastecida pelo rio Guandu, exatamente para prevenir o consumo de uma água potencialmente contaminada por metais pesados.
 
O sistema de captação foi imediatamente transferido para o rio Guandu, impedindo que a cidade ficasse sem o abastecimento de água.
 
Hoje a Prefeitura e o SAAE controlam a vazão do rio Guandu na represa existente atrás do cine Alba, permitindo a captação da água com fechamento das comportas quando há necessidade.
 

ES

BrasãoRua: Francisco Ferreira, n°40 Bairro: Centro CEP: 29730 – 000
Tel.: (27) 3732 – 8900 | Fax: (27) 3732 – 8900
CNPJ: 27.165.737/0001-10

Desenvolvido por DesignMaster Agência Digital