Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Saúde

Baixo Guandu realiza passeata em conscientização do Setembro Amarelo

Com cartaz, faixa, banner e ao som da batida da banda de fanfarra João Júlio Cardoso, aconteceu hoje (dia 15), às 8h30min, na avenida Carlos Medeiros, no centro da cidade, a passeata pela Campanha Setembro Amarelo, um evento organizado pela Secretaria Municipal da Saúde de Baixo Guandu, por meio do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), que visa a valorização da vida.
Com a cor amarelo, os integrantes desfilaram ao longo da avenida Carlos Medeiros com frases de motivação e autoestima: sem Tristeza, Sem depressão, Sem suicídio, Com mais valorização a vida, Muito diálogo e Com mais simpatia.

A passeata Setembro Amarelo, foi encerrada na praça Getúlio Vargas, próxima à Câmara Municipal, e contou com a participação dos servidores do CAPS e CAPS de Aimorés e da Polícia Militar.
A coordenadora e Assistente Social do CAPS de Baixo Guandu, Simone Maggionne, agradeceu a todos que participaram da passeata Setembro Amarelo. Ela lembrou “que é uma campanha importante na recuperação e valorização da vida, de pessoas que realmente necessitam de apoio dos profissionais do CAPS da nossa cidade”. Finalizou Simone.

CAPS DE BAIXO GUANDU:
Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Baixo Guandu, está de portas abertas para lhe atender e acolher, caso tenham s necessidade de nossos serviços de saúde.
O CAPS conta com equipe multiprofissional, realiza atendimento às pessoas com alguns momentos de dificuldades, incluindo aqueles com necessidade decorrentes do uso de álcool e outras drogas.

Se você ou alguém próximo, está passando por algum sofrimento psíquico, com ideias suicidas, busca ajuda no CAPS, não deixe de entrar em contato conosco.
O CAPS e o Programa Saúde Mental de Baixo Guandu, conta hoje com profissionais. Psiquiatras, Psicólogos, Clinico Geral, Assistente Social, Enfermeiro, Técnico de Enfermagem e outros profissionais.
Campanha Setembro Amarelo. Valoriza a vida.


A DATA:

Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio é lembrado em 10 de setembro, mas campanha ocorre durante todo mês. Especialista destaca importância da informação para reduzir estigma e preconceitos relacionados ao tema.

Setembro é o mês de conscientização sobre a prevenção ao suicídio. Para divulgar a campanha a Prefeitura Municipal de Baixo Guandu por meio das secretarias de Saúde, Cultura e Assistência Social, em parceria com a Polícia Militar e a APAE — Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, realizaram nesta última quarta-feira, 29, a passeata Setembro Amarelo — Toda vida importa.
A concentração foi em frente ao Fórum de Baixo Guandu às 08h30. Os participantes seguiram pela Avenida Carlos de Medeiros com término na Praça do Jardim, onde ocorreu uma apresentação musical e uma roda de conversa sobre o tema.

Prefeitura entrega mobiliários e equipamentos a Posto Avançado do Corpo de Bombeiro Militar de Baixo Guandu

Hoje, dia 12, às 10 horas, a Prefeitura, fez a entrega de mobiliários e equipamentos, ao Posto Avançado do Corpo de Bombeiros Militar em Baixo Guandu, o investimento foi no valor R$ de 42.455,00, que tem objetivo de contribuir no dia a dia do trabalho dos bombeiros militar.

O prefeito Lastênio Cardoso, disse “que a entrega do mobiliário e equipamento, é mais uma parceria da administração municipal com o Posto Avançado do Corpo de Bombeiros Militar, que desenvolve um excelente trabalho no município”. O prefeito acrescentou, “que continuará apoiando todas ações do Posto Avançado, porque o seu objetivo é salvar vidas.

O major Cristiano Malacarne, “disse ser um dia especial para Defesa Civil e para o Posto Avançado do Corpo de Bombeiro Militar, a entrega do mobiliário e equipamentos, irá contribuir para o desempenho das suas funções no atendimento no Posto Avançado.” Ele agradeceu ao prefeito Lastênio Cardoso pela entrega e pela parceria.
Mobiliário: Cadeiras,Televisão,Armários e Mesas.

Corpo de Bombeiros:

No município, as missões do Posto Avançado do Corpo dos Bombeiros, é combate a incêndio urbano, incêndio florestal, vistoria de prevenção, análise de projetos de proteção contra incêndio e pânico, investigação de incêndio e explosões, prevenção em eventos, atendimento pré-hospitalar, salvamento em alturas, resgate veicular, salvamento terrestre, salvamento aquático, mergulho de segurança pública, operações com cães, busca e resgate em estruturas colapsadas, produtos perigosos, gerenciamento de riscos, prevenção, preparação, resposta e recuperação a desastres.

Secretaria de Saúde conta com 4 novas ambulâncias

A partir de hoje, terça-feira (dia 30), a Secretaria Municipal de Saúde de Baixo Guandu, passa a contar com 4 novas ambulâncias de remoção para atender à população guanduense.

Desde do início da gestão municipal, a pasta tem um atendimento humanizado e ampliando os procedimentos no município.
Com as novas ambulâncias, será possível proporcionar aos pacientes mais agilidade no transporte dos pacientes para fora do município.

De acordo com Secretário Municipal de Saúde de Baixo Guandu, Vinicius Dettoni Gobbo, administração municipal deu mais passo importante em prol da saúde dos munícipes, garantindo agilidade nos transportes dia e noite dos pacientes. O secretário, lembrou ainda, “que a saúde é uma prioridade e uma determinação do prefeito Lastênio Cardoso, cuidar e levar saúde de qualidade aos guanduenses”. Afirmou Vinicius Gobbo.

“Programa Saúde da Mulher e da criança” de Baixo Guandu levam gestantes à Santa Casa de Colatina

Na sexta-feira, dia 19, às 9horas, um grupo de cinco gestantes acompanhadas das enfermeiras Andressa Zhan, Lucimar de Fátima, e a coordenadora do Programa Saúde da Mulher e da criança, Katiane Simões, foram à Santa Casa de Misericórdia de Colatina, para uma visita técnica a maternidade para conhecerem a estrutura do hospital (pré-parto e cirúrgica, e como será no dia do parto e também sanar algumas dúvidas e diminuir a preocupação nesse dia do nascimento do filho (a).

Conforme comentou o Secretário Municipal de Saúde Vinicius Dettoni Gobbo. “A iniciativa é pioneira da Secretária Municipal de Saúde de Baixo Guandu. Elas foram conhecer o ambiente de parto, elas também vão se sentir mais seguras por reconhecer que os profissionais de saúde que são capacitados para recebe-las no hospital no momento do parto, gerando para elas mais segurança”, afirmou o Secretário.

As gestantes foram recepcionadas pelas enfermeiras da Santa Casa Fernanda Simoneli e Thainara Fernandes. Em seguida, na sala do Hospital, a enfermeira Fernanda Simoneli do Centro obstétrico, falou sobre os procedimentos e as normas da Santa Casa, onde possui um espaço humanizado, que fica sempre à disposição das gestantes e seu acompanhante, com auxilio e orientações dos profissionais de saúde durante toda internação da gestação.

Outro assunto abordado na visita pela enfermeira, foi sobre o parto normal ou cesariano. Ainda no encontro, as gestantes conversaram com a médica obstetra da Santa Casa Vanessa Pereira Gaigher, sobre o trabalho de parto e outros assuntos sobre maternidade.

Segundo a coordenadora do programa Saúde da Mulher e da criança, Katiane Simões, as visitas técnicas ao hospital serão organizadas mensalmente e ofertadas à todas gestantes do município, com a finalidade de apresentar às gestantes o ambiente em que irão ter os bebês, com isso, diminuindo a insegurança no momento do parto, e sempre acompanhadas pelas profissionais de saúde do município. Concluiu a coordenadora.

Para a gestante Venina Vieira de Souza, casada, 34 anos, disse “que a visita na Santa Casa, para conhecer a estrutura do hospital, foi muito importante para todos nós. Ela acrescentou, que sente segura e quer ganhar seu filho na Santa Casa.” Finalizou Venina.

Vigilância em Zoonoses participa de palestra sobre esporotricose

Imagem: Profissionais da Vigilância em Zoonoses de Baixo guandu em evento sobre a esporotricose
Imagem: Profissionais da Vigilância em Zoonoses de Baixo guandu em evento sobre a esporotricose

A equipe da Vigilância em Zooneses, responsável pelo tratamento das doenças infecciosas transmitidas entre animais e pessoas no município, esteve na última sexta-feira participando de evento na faculdade MultiVix sobre um novo protocolo referente ao tratamento da esporotricose.

O Convite para o evento aconteceu após a visita da SESA, na pessoa do Dr. Romeu Luiz de Podestá Júnior, referência técnica do Núcleo Estadual de Vigilância Epidemiológica, à Unidade de Vigilância de Zoonoses do município de Baixo Guandu no mês passado. A partir do conhecimento do trabalho que atualmente vem sendo desenvolvido em Baixo Guandu, e percebendo que a equipe técnica poderia implantar um novo protocolo referente à esporotricose, que obteve grande sucesso no CCZ de Vitória, com a cura clínica de mais de 1000 felinos, foi feito o convite para a participação da equipe da Vigilância em Zooneses de Baixo Guandu no evento.

No evento a equipe teve a oportunidade de aprofundar os conhecimentos sobre a doença, através de toda a experiência clínica vivenciada pelo Dr. Romeu de Podestá ao longo do seu trabalho no município de Vitória.

O município de Baixo Guandu atualmente possui três animais em tratamento com base neste novo protocolo, os quais são acompanhados diariamente pela médica veterinária da UVZ, Letícia Almeida Dietrich. Esse novo protocolo terapêutico já apresenta resultados positivos no estado desses animais, com uma resposta positiva ao tratamento em pouco mais de 15 dias de uso dos medicamentos recomendados.

O Dr. Romeu se disponibilizou, também, para monitorar todo o tratamento dos referidos animais, de forma a acompanhar o desenvolvimento da técnica em Baixo Guandu.

“A esporotricose não para na divisa de um município para o outro, sendo um problema de saúde pública a ser combatido, por este motivo é importância ações conjuntas e essa troca de experiência com ações positivas no combate de forma coordenada entre as equipes da Vigilância de Zoonoses do Espírito Santo” Destacou o Médico Veterinário, Dr. Juliano Fernandes Alves, responsável técnico da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) de Baixo Guandu.

Tomando todas as medidas e colocando em prática as orientações recebidas nesse encontro, a Unidade mantém uma vigilância ativa sobre a esporotricose, diminuindo o risco de sua propagação para outros animais e ainda para a população em geral, uma vez que houve um aumento do número de casos da doença no estado do Espírito Santo, tendo sido detectados casos em animais e em humanos no município de Baixo Guandu.

Exames de imagem passam a ser realizados em Baixo Guandu, ES

A prefeitura municipal de Baixo Guandu por meio da Secretaria de Saúde passou a ofertar essa semana vários exames de imagem através do Consórcio Cim Noroeste com atendimento no município. Os exames anteriormente realizados fora do município agora serão feitos por uma clínica credenciada pelo consórcio, que está realizando vários exames de imagem, dentre eles; raio-x, mapa, Densitometria Óssea, Holter, Tomografia Computadorizada e Mamografia.

Conforme o Secretário Municipal de Saúde, Vinicius Dettoni Gobbo, com o credenciamento dos estabelecimentos de saúde para atendimento à população por meio do consórcio dos municípios, os pacientes terão maior comodidade para realizarem os exames sem a necessidade de se deslocarem para outros municípios, principalmente os nossos trabalhadores rurais que residem nos distritos e localidade mais distantes da sede. Segundo o Secretário, com o credenciamento futuro de novos estabelecimentos será possível ofertar mais exames no município.

“Com os credenciamentos dos estabelecimentos de saúde não teremos mais a necessidade de transportar os pacientes para realizarem exames de imagem em outros municípios, o que sobrecarregava o transporte da saúde, prejudicando os atendimentos no município, principalmente aqueles realizados pelas ambulâncias da Secretaria Municipal de Saúde”, destacou o Secretário de Saúde, Vinicius Dettoni Gobbo.

Para o prefeito Lastênio Cardoso, Baixo Guandu entra em uma nova fase, em que a oferta de exames de imagem é disponibilizada pela primeira vez no município. “Estamos trabalhando e buscando parcerias constantemente para oferecer uma saúde pública de qualidade para os munícipes. Pela primeira vez estamos ofertando exames de imagem no município para atender à população, que não precisará mais se deslocar para outras cidades para realizar os exames de imagem que são de extrema importância para o diagnóstico preciso é eficaz de diversas doenças”, destacou o prefeito.

Boletim Informativo

Secretaria Municipal de Saúde: Boletim Informativo dos casos de Dengue, Zika e Chikungunya, registrados da 1ª a 30ª Semana Epidemiológica.

Atendimento à imprensa:
Comunicação Social
Tel.: (27) 3732 – 8900
E-mail: comunicacao@pmbg.es.gov.br

Equipe da Vigilância em Zoonoses de Baixo Guandu passa por treinamento em São Paulo

Foto: Dr. Lucas Edel Donato (Ministério da Saúde), João Batista Carneiro da Silva e Dr. Juliano Fernandes Alves (Baixo Guandu) e Dr. Augusto Marchon Zago (Médico Veterinário da Superintendência Regional de Saúde de Colatina).

O médico veterinário responsável técnico da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ), de Baixo Guandu, Juliano Fernandes Alves e o Agente de Endemias, João Batista Carneiro da Silva, participaram entre os dias 25 e 27 de uma capacitação teórica e prática sobre o Plano de Ação para Intensificação da Vigilância e Controle da Leishmaniose Visceral, na cidade de Bauru, em São Paulo.

A capacitação teve como principal objetivo sanar dúvidas sobre o encolheiramento canino e o monitoramento entomológico das áreas onde serão utilizadas as coleiras com inseticida. “Temos uma previsão de 60 dias para iniciar o Plano de Ação para o encolheiramento dos animais em Baixo Guandu, sendo que, estamos aguardando o envio das coleiras por parte do Governo Federal para dar início a ação”, destacou o médico veterinário, Juliano Fernandes Alves.

O Plano de Ação desenvolvimento por Baixo Guandu foi contemplado pelo Governo Federal para receber coleiras que serão utilizadas no encolheiramento de todos os animais que residem em áreas endêmicas. Além do encolheiramento, a Vigilância irá utilizar o aplicativo de cadastro de cães e gatos “VigiPet”, desenvolvido por servidores do município para o monitoramento remoto de todos os animais, facilitando assim o controle por parte dos agentes.

O encolheiramento dos animais é o método mais eficiente para interromper o ciclo da transmissão e infecção da Leishmaniose Visceral, sendo também um importante agente principalmente pela eficiência em afastar e matar o mosquito, produzindo desta forma o chamado “efeito rebanho”, que cria uma rede de proteção aos animais não encoleirados.

Boletim Informativo

Secretaria Municipal de Saúde: Boletim Informativo dos casos de Dengue, Zika e Chikungunya, registrados da 1.ª a 29.ª Semana Epidemiológica.

Atendimento à imprensa:
Comunicação Social
Tel.: (27) 3732 – 8900
E-mail: comunicacao@pmbg.es.gov.br

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content