Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Comandante da PM atribui queda da violência em Baixo Guandu à integração das forças de segurança

O comandante da 2ª Cia do 8ª Batalhão da Polícia Militar, capitão Wagner Batista, atribuiu o sucesso de Baixo Guandu no combate ao crime a um intenso trabalho de integração envolvendo as diversas forças de segurança que atuam no município.
 
Ao divulgar ontem (02/01) as estatísticas oficiais da Polícia Militar sobre o número de homicídios e crimes contra o patrimônio em Baixo Guandu, o capitão Wagner explicou que a queda da violência foi um trabalho cuidadoso, feito de forma gradual e com muito critério.
 
“Muitos fatores ajudaram para diminuir 80% no número de homicídios e queda em outros indicadores, como os crimes contra o patrimônio. Mas o principal deles foi uma integração grande das forças de segurança, envolvendo as polícias Civil e Militar, Promotoria Pública e a Justiça, além é claro do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), que se reúne com regularidade para analisar e discutir a questão da segurança”, afirmou o capitão Wagner Batista.
 
Para o comandante da PM em Baixo Guandu, hoje a cidade vive um clima de bastante tranquilidade, comparando-se as estatísticas dos últimos anos, porém o trabalho tem que continuar com a mesma intensidade.
 
Um dos pontos mais críticos da segurança em Baixo Guandu era a questão do tráfico de drogas. O capitão Wagner explicou que 66% dos homicídios praticados aqui em anos passados tinha relação com esta atividade ilícita, o que exigiu uma atenção especial no desmantelamento de quadrilhas que faziam o tráfico.
 
“Tivemos todo o apoio do comandante do 8º Batalhão, tenente coronel Rômulo de Souza Dias, bem como do delegado de Polícia Deverly, do promotor dr. José Eugênio e da Justiça criminal. Da mesma forma a Prefeitura foi uma parceira de grande importância, interagindo de todas as formas com a PM para combater o crime”, disse o capitão Wagner.

Esta interação com a Prefeitura, de acordo com o comandante Wagner, decorre, por exemplo, na melhora da iluminação pública, na realização de obras que permitem acessibilidade das viaturas da PM a pontos críticos, na poda de árvores, nas câmeras de segurança e na interação com as diversas secretarias municipais.
 

“E ainda destacamos o GGIM, que foi criado pela atual gestão e mostrou uma utilidade fundamental na elaboração de planos de trabalho, com troca de informações e análise das questões que envolvem a segurança”, acrescentou o capitão.
 
O excelente trabalho realizado pelas forças de segurança em Baixo Guandu resultou também numa grande homenagem, no ano passado, às policias Civil e Militar, Promotoria e Poder Judiciário. A Câmara, por sua vez, aprovou moção de aplauso à PM em Baixo Guandu.
 
Além da queda de 80% nos assassinatos em Baixo Guandu nos últimos anos, as estatísticas oficiais da PM mostram também uma evolução muito favorável no combate aos crimes contra o patrimônio entre 2017/2018, conforme o quadro abaixo:
 
Tipo de Crime 2017 2018
Furto a pessoa em via pública 16 08
Furto em veículo 10 03
Furto em estabelecimento comercial 32 04
Furto em residência/condomínio 59 47
Furto de veículo 28 15
Roubo a pessoa em via pública 23 05
Roubo em residência/condomínio 00 03
Roubo de veículo 03 01
Recuperação de produto de furto ou roubo 25 27
Veículo recuperado 28 23
Armas apreendidas  28 24

Estatística divulgada ontem (02/01/2019) pela 2ª Cia do 8º Batalhão da Polícia Militar do ES

Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), que se reúne com regularidade para analisar e discutir a questão da segurança

 

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.