Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Etapa do Mundial de Parapente se encerra hoje em Guandu: ainda dá tempo de acompanhar as provas

Baixo Guandu está vivendo, desde o último dia 14, as emoções da segunda etapa do Campeonato Mundial de Parapente, que reúne 125 pilotos de mais de 30 países na competição.

As provas se encerram hoje (21/04), feriado nacional, e ainda há tempo de ver de perto a beleza deste esporte, já que as provas finais acontecem durante todo o dia com saída da rampa do Monjolo.

 
Sediando pela segunda vez uma etapa do Mundial de Parapente, Baixo Guandu teve também no final de março e início de abril uma etapa do campeonato Pan-Americano, o que coloca a cidade entre as mais importantes do mundo neste esporte.
 
A Assembleia Legislativa do Espírito Santo, por sinal, acaba de aprovar o Projeto de Lei número 206/2017, de autoria do deputado Dary Pagung, que confere ao município de Baixo Guandu o título de “Capital Estadual do Voo Livre”.
 
Com as etapas do Pan-Americano e do Mundial de Parapente, o Guandu recebeu nas últimas 3 semanas mais de mil visitantes, entre pilotos de mais de 40 países, equipes técnicas e centenas de simpatizantes do esporte.
 
“Um dia me disseram que Baixo Guandu não tinha vocação para o turismo. Só que eu não acreditei”, costuma dizer o prefeito Neto Barros, que desde 2013 levantou uma ampla campanha e conseguiu trazer para a cidade uma série de competições de parapente, abrangendo vários níveis.
 
O resultado é excelente para a economia local. Os turistas gastam no setor de comércio e de  serviços, com hotéis, bares e restaurantes lotados e aumento significativo das vendas nas lojas da cidade. É a roda da economia girando, além da ótima propaganda que os turistas estrangeiros fazem de Baixo Guandu em seus países de origem.
 
Durante a semana, as competições do mundial chegaram a ser paralisadas um dia por conta do tempo chuvoso, mas o céu de Baixo Guandu ficou mais colorido em pelo menos quatro dias. 

Muita gente tem acompanhado a decolagem dos pilotos na rampa do Monjolo, que fica a 20 quilômetros do centro. Quem não vai à rampa, observa  a beleza da evolução de centenas de parapentes enfeitando o céu guanduense, em vários pontos da cidade, num espetáculo de cores e coragem dos pilotos.
 
O Campeonato Mundial de Parapente possui apenas 5 etapas. Agora faltam 3 para serem realizadas na edição de 2018, na Itália, Bulgária e no Egito.
 
Pilotos de todo o mundo consideram Baixo Guandu um lugar excepcional para a prática do voo livre, destacando a hospitalidade da cidade, a exuberante beleza natural que encanta e as chamadas “térmicas” sempre presentes, que são ventos propícios para as evoluções do esporte.

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content