Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

GGIM relata em documento ao Estado a preocupação com a Segurança

O Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), criado em 2013 em Baixo Guandu para uma atuação conjunta em favor da segurança, decidiu ontem pela manhã, (19/02) em reunião realizada no auditório da Promotoria Pública, enviar um documento ao governador Renato Casagrande relatando a preocupação com o setor.
 
Entre os itens que serão expostos ao governador, consta o fato de Baixo Guandu estar sem um delegado de Polícia permanente desde o final de 2019, o que naturalmente prejudica o andamento das investigações em curso.
 
A reunião do GGIM, convocada pelo prefeito Neto Barros, serviu também para analisar, juntamente com Promotoria e as Polícias Civil e Militar, o inesperado aumento do número de homicídios no município em 2020.
 
Baixo Guandu era considerada uma das cidades mais violentas do Estado até 2013, quando a cidade chegou a registrar 24 homicídios em 12 meses – em 2012 foram 25 assassinatos. Depois da criação do GGIM, iniciativa da Prefeitura, houve uma queda constante nos crimes de morte, com redução de 80% nos casos registrados até os anos de 2018 e 2019.
 
Em 2020, no entanto, a violência voltou a preocupar bastante: enquanto em todo o ano de 2019 foram anotados 6 homicídios, em apenas 52 dias deste ano 6 pessoas foram assassinadas em Baixo Guandu, 4 no interior e dois na sede.
 
O prefeito Neto Barros ficou atento com a situação e na semana passada levou a preocupação a autoridades do Segurança do Estado, em reunião realizada na capital. E convocou para ontem a reunião do GGIM exatamente para tentar identificar o porque do aumento da violência.
 
Participaram da reunião do GGIM, além do prefeito Neto Barros, 7 secretários municipais, 5 vereadores, o presidente da CDL Uberaldo Ditbenner, o promotor José Eugênio Machado, o comandante da 2ª cia do 8º Batalhão da PM capitão Wagner e o delegado de Polícia Everton Mauro Fernandes, que é lotado em Colatina e está atendendo Baixo Guandu esporadicamente.
 
Para o prefeito Neto Barros, a queda de 80% no número de homicídios entre 2013/2019 foi uma grande conquista na segurança de Baixo Guandu. “ Mas é preciso manter a vigilância para garantir que sociedade continue protegida”, acrescentou.


Delegado Everton, capitão Wagner, prefeito Neto, vereador Wilton e o promotor de justiça José Eugênio


 

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content