Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Guandu na contramão da crise: levantamento aponta 300 municípios em calamidade financeira em 2020

Enquanto 300 municípios brasileiros devem oficializar em 2020 decreto de calamidade nas contas públicas, segundo levantamento realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Baixo Guandu está na contramão desta triste realidade.
 
Desde 2013, Baixo Guandu desenvolveu um ajuste nas contas públicas invejável e hoje a situação financeira do município é muito favorável, com fluxo de caixa em torno de R$ 20 milhões, fornecedores e servidores em dia e investimento de R$ 44 milhões em obras no biênio 2019/2020, dentro do Programa Feliz Cidade.
 
Cumprindo o último ano de mandato em 2020, o prefeito Neto Barros afirma que vai entregar ao seu sucessor uma situação financeira completamente equilibrada, apesar de ter enfrentado, desde 2013, uma situação altamente adversa com crise econômica e politica no país, enchente e períodos longos de estiagem.
 
“O equilíbrio financeiro e fiscal que conseguimos fazer em Guandu possibilitou uma situação muito favorável, com recursos sempre em caixa para tocar dezenas de obras e manter rigorosamente em dia as contas públicas”, disse o prefeito.
 
Neto Barros vai entregar ao novo prefeito, que será eleito em outubro deste ano, um Baixo Guandu muito melhor. A gestão desenvolveu desde 2013 o maior programa de pavimentação e drenagem de ruas da história, reestruturou e organizou os setores administrativos e vai entregar em 2020 uma série de grandes obras modernizadoras que estão mudando inteiramente a cara do município.
 
Entre estas grandes obras estão a nova sede da Prefeitura Municipal, novo Mercado Municipal, nova avenida Carlos de Medeiros, nova Praça São Pedro, o gigantesco Parque da Lagoa e uma série de outras realizações envolvendo os setores de Saúde, Educação, mobilidade urbana, entretenimento e modernização administrativa.
 
“É triste ver tantos municípios no país em situação de calamidade financeira, mas fizemos o dever de casa e Baixo Guandu pode se orgulhar de estar entre aqueles com gestão inteiramente equilibrada e realizando obras e serviços que a população tanta reivindicava”, acrescentou o prefeito Neto Barros.
 
Confederação
Na reportagem publicada na semana passada pelo Portal G1, a Confederação Nacional dos Municípios informa que 69 municípios já decretaram calamidade financeira em 2019 e que este número deve ser ampliado em 2020: mais 229 vão seguir o mesmo caminho.
 
O pedido de calamidade financeira, de acordo com a CMN, é só a ponta de uma profunda crise enfrentada pelos municípios brasileiros.
 
A reportagem do G1 relatando esta situação de calamidade financeira de 300 municípios pode ser acessada clicando aqui.


A nova Prefeitura Municipal é um dos grandes investimentos da atual gestão municipal

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content