Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Reurbanização da região da Mangueira é exemplo de interação entre Prefeitura e comunidade

Antes, um local que provocava medo e era notícia constante envolvendo casos de violência.  Hoje, um pedaço da cidade de Baixo Guandu reurbanizado, com obras de pavimentação nos acessos, ruas alargadas e muitas flores e verde, sem qualquer tipo de violência.
 
Estamos falando da região da Mangueira, que fica no bairro Sapucaia e dá acesso à cidade de Aimorés. O local foi inteiramente transformado na atual administração, com atuação inicial direta da Prefeitura e agora os moradores tomando conta do espaço verde que embelezou este acesso à cidade de Baixo Guandu.
 
Quando assumiu em 2013, o prefeito Neto Barros encontrou uma situação caótica na região da Mangueira. Um projeto desenvolvido pela Prefeitura, a partir de 2014, começou a mudar o aspecto urbano daquele local, com retirada de barracos que ocupavam  irregularmente o local e alargamento  de rua dando prosseguimento à rua Antonio Sampaio, sem contar as obras de pavimentação que garantiram um novo acesso aos bairros Rosário I e II.
 
O novo desenho urbanístico da Mangueira mudou inteiramente aquela região da cidade. Os moradores aprovaram a intervenção da Prefeitura e passaram a colaborar com o paisagismo e o que se vê hoje é uma transformação completa.
 
“Isto aqui era muito complicado, com violência constante e tráfico de  drogas. A intervenção da Prefeitura começou a mudar tudo e hoje vivemos em absoluta paz”, atesta o empresário Marcos Alves da Silva, o Marquinhos, que mora no local há mais de 20 anos e é o responsável  por assumir grande parte  do paisagismo que transformou a Mangueira num local muito bonito e elogiado.
 
Marquinhos, que é sócio da Vidraçaria Central, plantou ali árvores como palmeira imperial, palmeira rabo de raposa, palmeira azul, árvore do viajante, fausto chorão e uma série de flores, entre elas espirradeiras coloridas que embelezaram uma longa extensão da nova planta urbanística.
 
O empresário cuida diariamente da área verde,regando as plantas e retirando o mato  e diz que muitas pessoas até param  para tirar fotos do local. 
 
“Aqui agora o clima é de paz de tranquilidade”, afirma o empresário Marquinhos Alves da Silva, que resistiu aos tempos de desordem na região da Mangueira e hoje vê com alegria que tudo mudou. “Minha mãe mora aqui há quase 30 anos e a gente sempre teve esperança de que tudo ia melhorar”, afirma ele.
 
Outros moradores da região da Mangueira também aderiram ao cuidado com o paisagismo. O casal Ilma Maria da Silva e Clovis Souza Pereira fizeram uma área verde em frente da residência onde moram, plantando mudas de feijão guandu, boa noite, moça-velha, caju, castanha e até urucum. Construíram também ao lado da rodovia, usando pneus e madeira, dois espaços para alimentação dos pássaros.
 
Com 76 anos de idade, o sr. Clóvis relata que chegou a contabilizar 34 mortes de pessoas na região da Mangueira nos últimos anos, vitimadas por assassinatos e acidentes na rodovia que dá acesso a Aimorés.
 
“Hoje tá tudo mudado, bonito, bem cuidado pela Prefeitura, que fez uma série de melhorias , e pelos moradores. Dá gosto morar aqui. A violência acabou e o tráfico de drogas também, as famílias estão tranquilas”, diz Clóvis Souza.
 
A nova cara da região da Mangueira resgata um espaço histórico de Baixo Guandu. O local era um entreposto comercial utilizado por tropeiros no início do  século passado. Ali um grande armazém guardava as mercadorias que eram transportadas pelo rio Doce, servindo de ponto de baldeação já que a navegação era impossível daquele ponto até Mascarenhas.
 
Um enorme pé de manga que deu nome ao local e segundo estimativas possui mais de 100 anos, permanece firme garantindo  sombra  e frutos até hoje, bem como outras árvores da mesma espécie que foram plantadas posteriormente e ajudam a embelezar  aquele ponto da cidade.


O empresário Marcos mora na região há mais de 20 anos e ajuda a cuidar do verde que mudou a paisagem da Mangueira


A reurbanização da Mangueira trouxe paz e tranquilidade aos moradores


Até um local para alimentação de pássaros os moradores providenciaram 


Muitas pessoas fazem questão de parar e tirar fotos da área verde que os moradores fizeram na Mangueira


A Mangueira dá acesso à cidade de Aimorés e fica localizada no bairro Sapucaia


A nova planta úrbanística da Prefeitura mudou inteiramente a região


Quem te viu, quem te vê: a Mangueira hoje serve de referência em área verde na cidade de Baixo Guandu

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content