Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Saúde reestruturada moderniza atendimento e aplica recursos acima do exigido por Lei

A população de Baixo Guandu vivenciou, entre 2013/2016, uma etapa de grandes conquistas na área da Saúde. O setor foi inteiramente reestruturado, com construção de 5 Unidades Básicas de Saúde, reforma total do SESP e o desafio maior agora é aprimorar  a humanização no atendimento aos pacientes.
 
“No ano de 2016, aplicamos 16,26% da receita do município na área de Saúde, um porcentual acima do que determina a legislação, que é de 15%. Isto demonstra a preocupação da gestão municipal em melhorar a cada dia o nível de atendimento aos guanduenses”, afirma a secretária municipal de Saúde Sonia Grassi.
 
A secretária acentuou que o prefeito Neto Barros definiu metas para dinamizar as ações de Saúde, procurando entre 2013/2016 dar uma estrutura melhor de funcionamento ao setor.
“Construímos as Unidades Básicas de Saúde dos bairros Valparaíso, Sapucaia, do Rosário II e reformamos a UBS do bairro Rosário I, além da construção de uma nova unidade no distrito de Alto Mutum Preto. Estamos reformando e ampliando agora a unidade de Mascarenhas, sem contar a ampla reforma do SESP, onde se concentram as maiores ações de Saúde no município”, explicou a secretária Sonia Grassi.
 
Segundo a secretária, Baixo Guandu conta hoje com 12 equipes da Estratégia de Saúde da Família (ou PSF), atuando em 14 postos de Saúde espalhados pela sede e interior. E cada uma destas equipes conta com médico, enfermeira, técnicos e atendentes, permitindo uma atenção especial na área preventiva de saúde.
 
O trabalho desenvolvido também não se esqueceu das consultas especializadas, com 12 médicos atendendo sob agendamento nas áreas de Reumatologia, Cardiologia, Ortopedia, Pediatria, Ginecologia, Gastroenterologia, Oftalmologia e Dermatologia. A estrutura conta ainda com profissionais nas áreas de Fonoaudiologia e Psicologia.
 
Toda esta estruturação, de acordo com a secretária municipal de Saúde Sônia Grassi, foi planejada para permitir agora, nesta segunda gestão, avançar especialmente na humanização do atendimento aos pacientes. “Queremos qualificar melhor nosso pessoal, com cursos específicos, procurando atender de forma mais próxima e humana nossos pacientes, que nos procuram num momento de sensibilidade, quando necessitam de auxílio para a sua saúde”, disse a secretária.
 
Sônia Grassi lembrou que a Saúde em Baixo Guandu abrange também setores como transporte de pacientes que necessitam de atendimento especializado em centos maiores, campanhas de vacinação, atenção psicossocial, farmácia básica, atendimento odontológico,  encaminhamento de pacientes  e exames de média e alta complexidade.
 
Estes exames, segundo a secretária, necessitam de uma atenção especial, com mais agilização nos processos de atendimento. “Hoje a demanda é enorme por exames especializados e temos lutado para dinamizar o atendimento”, afirmou a secretária, que quer trazer de volta também os mutirões para cirurgias de catarata, outra necessidade que está sendo alvo de reivindicação junto ao Estado.
 
Os avanços na Saúde em Baixo Guandu, conforme Sonia Grassi, vão continuar com o mesmo empenho observado nas  conquistas observadas na gestão 2013/2016. A secretária afiançou que o apoio do prefeito Neto Barros ao setor foi fundamental para esta nova realidade no sistema municipal de Saúde, mas é preciso continuar trabalhando muito. “Toda a equipe da Secretaria está empenhada e aqui não existe acomodação, mas sim determinação de avançar sempre mais”, finalizou.
 

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content