Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Setores administrativos têm importância fundamental para as realizações do poder público municipal

Um dos maiores desafios da atual administração pública municipal de Baixo Guandu, desde janeiro de 2013, tem sido adequar o crescimento do município a uma gestão, sobretudo, responsável.

A impressionante média de uma obra pública por mês, nos últimos 65 meses, fez com que os guanduenses se acostumassem a conviver entre construções e reformas de escolas, unidades de saúde, creches, pavimentação de ruas e estradas e iniciativas de parcerias gigantes, como a que trouxe a maior indústria de confecção do Espírito Santo para Baixo Guandu.


No entanto, fazer com que essas ações se materializem aos olhos da sociedade requer um trabalho árduo que demanda organização, competência e uma constante observação às rigorosas leis que regem todas as iniciativas do poder público, e que quase sempre passam despercebidas da maioria das pessoas, apesar de serem parte inseparável da rotina administrativa, financeira e contábil de qualquer prefeitura, como explica o secretário municipal de Administração e Finanças, Adonias Menegídio da Silva.
 
“Numa ponta estão as obras realizadas, sejam com recursos próprios, sejam por meio de convênios; na outra, todo o trâmite administrativo, que tem de se encaixar perfeitamente às exigências legais, sob pena de, por um detalhe, perdermos todo o projeto”.
 
Adonias, que acumula interinamente a chefia da Secretaria Municipal de Comunicação Social, lembra que as dificuldades encontradas no início da atual gestão levaram a mudanças radicais não apenas nos setores administrativo e financeiro, mas em todos os departamentos a eles ligados.
 
“Em janeiro de 2013 encontramos uma desorganização total nesses setores. Vimos que, com tamanha desordem, a administração como um todo não funcionaria; daí começamos a implantar a nossa metodologia de gestão, que, dentre outras coisas, privilegiou a integração de diversos departamentos, como os de Contabilidade, Tesouraria, Arrecadação, Compras, Almoxarifado, Licitação, Recursos Humanos, Convênio e Protocolo, melhorando em muito o seu funcionamento”.
 
Outro ponto em destaque trata da melhoria da estrutura física, que foi redimensionada de acordo com a nova realidade organizacional. A parte superior do prédio onde ainda funciona a prefeitura foi ampliada para abrigar aqueles setores. Além disso, reformas e pinturas deram às partes interior e exterior do prédio um aspecto mais agradável e funcional.
 
Projetos
Não gastar mais do que arrecada. Essa máxima é levada às últimas consequências pela atual administração municipal. E para reforçar a prática de gestão responsável, foi criado, em 2017, o Comitê Gestor das Finanças, COGEF, um colegiado, presidido por Adonias, que reúne os especialistas responsáveis pela Administração, Contabilidade, Planejamento e Tesouraria municipais.
 
Ao contrário do que se poderia esperar, nada disso impediu que desde o primeiro momento da administração 2013-2020 um elenco de obras e realizações tivesse início em Baixo Guandu. O ‘segredo’, segundo o secretário, é a elaboração de projetos de acordo com as exigências da fonte geradora do recurso, além, é claro, de pessoas certas com as atribuições certas.
 
“Nenhum projeto sai daqui sem que esteja rigorosamente afinado com a proposta do convênio; temos uma equipe de profissionais muito bem preparada, constantemente atualizada com cursos de reciclagem e de qualificação. Por isso, em cinco anos e meio de governo, nunca tivemos um projeto rejeitado”, revela Adonias, que é formado em Administração e pós-graduado em Auditoria e Finanças.
 
Quem também reconhece a importância da capacidade e da dedicação dos servidores municipais ao projeto popular do governo municipal, que prioriza o progresso de Baixo Guandu e o consequente bem-estar de toda a população, é o prefeito Neto Barros. Ele lembra que em todos os setores da administração pública existe a preocupação com o “fazer bem feito”. “São pessoas valorosas, com extremado espírito de equipe e profissionalismo, que fazem a gente se sentir orgulhoso dessa conduta e dos resultados alcançados”, disse o prefeito.


Adonias Menegídio da Silva é o Secretário Municipal de Administração e Finanças


Setor de Fiscalização com atendimento ao público funciona no andar térreo 


Os setores administrativos estão hoje integrados buscando a eficiência da gestão

 

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content