Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Aderes realiza reunião em Baixo Guandu para promoção do programa de cisternas

Ontem, quinta-feira, dia 06, representantes da ADERES (Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo) realizaram, em parceria com a Prefeitura de Baixo Guandu, através das Secretarias de Desenvolvimento Econômico e Desenvolvimento Rural, reuniões que marcam a apresentação do Programa de construção de cisternas que chega ao município.

A primeira etapa de reuniões contou com a presença do prefeito Neto Barros e diversos secretários municipais, que trataram as diretrizes que deverão ser tomadas para a implantação do projeto na cidade.

No período da tarde, a reunião aconteceu no Nesf (Núcleo de Estratégia de Saúde da Família), onde o Diretor Técnico da Aderes, Paulo Barbosa, apresentou o programa de construção de cisternas aos participantes. O projeto conta com apoio da prefeitura e secretarias municipais, além do Incaper (Instituto Capixaba de Pesquisa e Assistência Técnica e Extensão Rural), Idaf (Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal) e de diversos setores da sociedade.

Durante a reunião, Paulo Barbosa, apresentou o projeto que vem com apoio dos Governos Federal e Estadual e agora conta com a participação do município. Além do apoio do projeto Incluir (Programa capixaba de redução da pobreza).

O diretor explicou que o Projeto Cisternas, funcionará de maneira diferente de como é implantado no nordeste do Brasil, pois lá a necessidade é por conta da seca, mas aqui na região o foco será direcionado na captação de água para consumo humano, levando às famílias beneficiadas a terem acesso à água limpa e potável. “O projeto visa, além da estruturação dessas famílias na captação de água para consumo, o trabalho social para que elas se emancipem no trabalho agrícola, se utilizando desse benefício para crescimento”, disse.

Serão mais 1400 famílias beneficiadas no município, mais de 15% do total que será construído no Estado ficará em Baixo Guandu. E para que o projeto se desenvolva adequadamente é preciso que toda sociedade civil, pública e agricultores se envolvam. “Nós não conseguiremos identificar as famílias mais necessitadas sem o auxílio de cada um, pois com a divulgação do benefício e a identificação correta das famílias mais necessitadas de receberem as cisternas, o trabalho será realizado com desenvolvimento social”, acrescentou Paulo Barbosa.

O programa traz desenvolvimento social, não por apenas construir cisternas em regiões que necessitam de melhorias no armazenamento de água, mas por desenvolver diversas setores das localidades. O projeto capacita a sociedade a identificar corretamente as famílias que devam ser beneficiadas, capacita pedreiros que receberão kits para continuarem na profissão após o treinamento e prestação de serviço no programa, além também de capacitar as famílias beneficiadas para se desenvolverem no setor agrícola.

Durante a apresentação do programa, o Diretor Técnico do Aderes, abriu espaço para que os presentes tirassem dúvidas e dialogassem sobre a importância da implantação do Programa de Cisternas.

 

Assessoria de Comunicação – PMBG

Elaine Zambon

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content