Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Confirmado: Baixo Guandu vai sediar a super final do Mundial de Parapente

Por decisão da comissão organizadora da competição e também dos pilotos da categoria, Baixo Guandu vai ser a sede, em fevereiro de 2019, da super final do Campeonato Mundial de Parapente.
 
A competição, portanto, se encerra em Baixo Guandu para a grande decisão do mundial, com presença de 130 pilotos de aproximadamente 35 países. Serão quinze dias de intensa disputa para definir os campeões nas categorias Open, feminino e por equipes.
 
O anúncio de Baixo Guandu como sede da super final do campeonato mundial aconteceu no sábado à noite, durante a premiação da etapa brasileira da competição. Já se sabe que será no mês de fevereiro de 2019, em data a ser definida até o mês de julho deste ano.
 
“A escolha de Baixo Guandu como sede da final do campeonato mundial foi consenso entre os organizadores e pilotos”, explicou no sábado o piloto Frank Brown, que é brasileiro e considerado um dos grandes profissionais do esporte no mundo.
 
Os pilotos, assim como os organizadores, segundo Frank Brown, optaram por Baixo Guandu atendendo a vários fatores.
 
“É uma cidade extremamente acolhedora, com boa estrutura de segurança, hospedagem e alimentação, facilidade de locomoção e integração dos pilotos durante a competição, além das ótimas condições da rampa do Monjolo, com excelentes térmicas e paisagem deslumbrante”, explicou o piloto Frank Brown.
 
Frank acentuou que Baixo Guandu é hoje uma referência mundial na prática do parapente, e a final do campeonato a ser disputada aqui é uma questão de reconhecimento. “Os pilotos gostam muito da cidade, do carinho e do interesse da população pelo esporte. A escolha é justa e estaremos aqui para definir os campeões do mundial”, disse ele. A competição, além do Brasil, tem etapas na Turquia, Egito e Itália.
 
O prefeito Neto Barros demonstrou toda  satisfação pela escolha de Baixo Guandu como sede da final do campeonato mundial. 
 
“É muito importante para a cidade, com a presença de diferentes culturas e divulgação de Baixo Guandu mundo afora. Além disso, uma competição deste nível faz girar a roda da economia, com benefícios para o comércio, o setor de serviços e geração de renda para a população”, disse o prefeito.
 
Na final do Mundial de parapente,em fevereiro de 2019, são esperados pelo menos mil turistas na cidade durante os 15 dias de competição.

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.