Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Município passa de risco alto para moderado da COVID-19, mas Saúde alerta para cuidados

O Governo do Estado divulgou ontem (18/07) o novo Mapa de Risco para a pandemia de coronavírus no Estado, válido para o período de 20/07 (amanhã) até o próximo domingo, 26 de julho.

Baixo Guandu saiu do risco alto para o moderado, mas a Secretaria Municipal de Saúde alerta que esta mudança não significa que a população pode se acomodar quanto aos cuidados para evitar a disseminação do vírus.

"Nós apenas mudamos de nível na classificação de risco, mas não estamos livres da doença. Pelo contrário, os cuidados devem ser reforçados porque ainda temos número significativo de casos ativos da COVID-19 e suspeitos da doença", disse a secretária de Saúde Terezinha Bolzani.

No novo Mapa de Risco do Estado, divulgado ontem pelo governador Renato Casagrande, 14 municípios do Estado continuam em risco alto, 45 estão no moderado e 19 com risco baixo.

Cidades da nossa região como Colatina, São Gabriel da Palha, São Domingos, Ibiraçu Nova Venécia e Linhares permanecem em risco alto, mas Baixo Guandu está fora desta classificação pela primeira vez em 42 dias.

Na prática, com a nova classificação de risco, o comércio de Baixo Guandu voltará a funcionar sem alternância de setor a partir de amanhã, durante seis horas diárias, de segunda a sexta-feira. Nas demais regras, (funcionamento de cultos religiosos, casas de shows, funcionamento de bares, etc) Baixo Guandu adota as regras do decreto estadual. O município não pode fazer decreto flexibilizando estas atividades.

Com 320 casos confirmados da COVID-19 desde o início da pandemia e ontem registrando 53 casos ativos (doentes ainda não curados-), Baixo Guandu segue na luta diária para evitar a disseminação do vírus.

"É uma luta diária, sem tréguas, e toda a população deve colaborar, usando máscara ao sair de casa, evitando aglomerações e praticando os hábitos de higiene recomendados", afirma a secretária municipal de Saúde Terezinha Bolzani, que admite uma luta "muito longa" ainda contra a pandemia.


0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content