Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Produtores de Ibituba e Vila Nova do Bananal já podem se credenciar para o Projeto Cultivar

Produtores rurais dos distritos de Ibituba e Vila Nova do Bananal já podem se credenciar para o Projeto Cultivar, que prevê uma série de ações voltadas para a conservação da água e do solo.

O Consórcio Público Rio Guandu já publicou um edital de chamamento público para credenciamento de produtores rurais interessados, e desde o dia 22 de junho estão abertas as inscrições para participação. 
 
Na semana passada, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural já fez duas reuniões com produtores em Bananal e Ibituba, explicando os objetivos do projeto, que terá recursos de R$ 850 mil oriundos da Agência Nacional das Águas.
 
O Projeto Cultivar possui como principais ações a conservação do solo e da água, com construção de caixas secas, pequenas barragens, terraceamento em nível, readequação de estradas, recuperação de APPs (áreas de preservação permanente) com isolamento, plantio de  espécies nativas, incorporação de espécies produtivas, saneamento rural e regularização das propriedades rurais com a elaboração do Cadastro Ambiental Rural – CAR.
 
Em Baixo Guandu foram escolhidas como áreas a serem beneficiadas as regiões do Bananal e Ibituba, por estarem na Bacia do Rio Guandu e sofrerem muito com os períodos de estiagem.

Antes do lançamento do Projeto Cultivar em Baixo Guandu, uma equipe técnica da Secretaria de Desenvolvimento Rural, acompanhada do prefeito Neto Barros, esteve na cidade de Extrema, em Minas Gerais, para conhecer o projeto “Conservador das Águas”, que é desenvolvido naquele estado com objetivos semelhantes ao “Cultivar”.
 
Produtores rurais de Bananal e Ibituba que se interessarem pelo Projeto Cultivar podem procurar a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Baixo Guandu para maiores informações. Ou ainda o Consórcio Público Rio Guandu, no telefone (27) 3735-2140.
 
A íntegra do Edital do Consórcio Rio Guandu para credenciamento dos produtores pode ser acessado clicando aqui.

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.