Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Projeto da Vale com apoio da Prefeitura valoriza artistas do grafite

Cerca de 40 moradores de Baixo Guandu vão poder conhecer um pouco mais sobre a técnica do grafite, manifestação artística que envolve a produção de ilustrações e outros desenhos em espaços públicos, como muros e praças. Batizado de “Arte no Muro”, o projeto é uma iniciativa da Vale e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Baixo Guandu. 
 
A aula inaugural será realizada nesta quinta (18), a partir das 19 horas, na secretaria de Cultura e Educação. Informações e inscrições podem ser feitas na secretaria ou pelo telefone (27) 3732-4580 / (27) 99928-6281. Para participar, basta ter acima de 12 anos e ser morador de Baixo Guandu. 
 
As atividades compreendem aulas teóricas e práticas sobre o grafite. Iniciada esta semana, a produção artística deve ser finalizada em novembro com entrega de certificados para os moradores que participaram da iniciativa.

O resultado do trabalho serão painéis alternados de alvenaria com aproximadamente 500 metros de comprimento que serão instalados num muro nos bairros Sapucaia e Mangueiras. Além de reforçar a segurança da comunidade local e da operação ferroviária, o painel é também uma forma de integração com a comunidade e vai ilustrar um pouco do cotidiano dos moradores. 
 

O Arte no Muro tem como objetivo contribuir para o fortalecimento territorial e comunitário do município a partir do registro de cenas do cotidiano da cidade e de temas como costumes, hábitos e outras características da comunidade.
 
Serviço: 
Oficinas Arte no Muro (GRATUITO)
Aula inaugural: quinta-feira (18/10), às 19 horas
Local: Secretaria de Cultura e Educação de Baixo Guandu (Rua Duque de Caxias, Centro)
Informações: (27) 3732-4580 / (27) 99928-6281 


 

Sobre a Estrada de Ferro Vitória a Minas
Considerada a ferrovia mais produtiva do Brasil e uma das mais modernas do mundo graças aos investimentos em tecnologia e recursos humanos, a Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) tem 905 quilômetros de extensão e transporta cerca de 30% de toda carga ferroviária do país. Por ela circulam pelo menos 40 tipos de produtos, como minério de ferro, aço, soja, carvão, calcário, entre outros. 
 
Com o passar dos anos, as operações da EFVM foram modernizadas para aumentar a eficiência tanto operacional quanto energética, a capacidade, a produtividade e a segurança, essa última trabalhada pela Vale por meio de ações de conscientização realizadas junto às comunidades situadas ao longo da ferrovia durante todo o ano.

Blitzen educativas em passagens em nível (locais onde há cruzamento entre a ferrovia e as estradas), divulgação de dicas de segurança em rádios e jornais, visitas de autoescolas às áreas da Vale e jogos educativos nas comunidades fazem parte das atividades. Além disso, empregados da mineradora que atuam na operação ferroviária realizam palestras mensais em escolas de ensino fundamental e médio situadas ao longo do trecho com o objetivo de conscientizar crianças, adolescentes e adultos sobre a importância da convivência segura e harmônica com a ferrovia.

 

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.