Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

PW Brasil acelera obras e inicia atividades em 90 dias em Baixo Guandu

Uma das mais modernas industrias de confecção do país, a PW Brasil, está em fase final de obras civis e deve iniciar suas atividades em Baixo Guandu dentro de aproximadamente 90 dias. A empresa, que tem sede em Colatina e é a maior indústria do setor confeccionsta do Estado, está investindo cerca de R$ 13 milhões na fábrica guanduense, com estimativa de gerar aproximadamente 170 empregos diretos na cidade.
 
Situada em área desmembrada do antigo Parque de Exposições,o galpão principal da PW Brasil, com 2.500 m², já está concluído para receber o maquinário destinado à produção. Faltam ainda construir os serviços de acesso, jardinagem e identificação da empresa.

O prefeito em exercício Eloy Avelino esteve visitando as instalações da indústria no final de fevereiro, quando foi informado do andamento das obras civis. As enormes instalações impressionam pela modernidade e capacidade de produção, sendo que a PW Brasil se transformará na maior empresa geradora de empregos diretos em Baixo Guandu.
 
A PW Brasil, que produz as grifes MissBela e Vide Bula, ambas encontradas nas melhores lojas e shoppings do país, deve inaugurar sua fábrica em Baixo Guandu até o final do mês de maio, com início de produção já a partir de junho.
 
O processo de captação de mão de obra deve se iniciar já nas próximas semanas, com a instalação de um escritório na cidade da PW Brasil para analisar currículos. Segundo o superintende da Prefeitura Municipal, Clóvis Rodrigues, a cidade aguarda também a instalação de uma agência do SINE em Baixo Guandu, com entendimentos já adiantados neste sentido com a Secretaria de Trabalho do Estado. Esta agência ficaria também encarregada de cadastrar mão de obra para a PW Brasil.
 
Aguardada com muita expectativa em Baixo Guandu, a PW Brasil deve aproveitar cerca de 90% dos trabalhadores com residência no município. Uma unidade móvel do Senai ficou mais de 6 meses na cidade entre os anos de 2015/2016, ministrando cursos para formação de mão de obra, incluindo alguns destinados ao setor confeccionista.
 
O diretor da PW Brasil Paulo Roberto Almeida Vieira, com tradição de mais de 30 anos na área confeccionista, explicou que a empresa em Baixo Guandu vai estabelecer inclusive parcerias para mão de obra terceirizada dentro de sua linha de produção, fortalecendo desta forma pequenos empreendimentos – incluindo associações de costureiras.
 
Paulo Vieira acredita que a instalação da PW Brasil em Baixo Guandu pode inclusive se tornar o embrião de um novo polo da indústria confeccionista no Estado. Hoje o maior polo é Colatina, seguido da cidade de São Gabriel da Palha.
 
 

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content