Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Qualifica Guandu segue formando profissionais especializados para o mercado de trabalho

Geração de emprego e renda, um binômio que desde 2013 vem sendo valorizado pela administração municipal de Baixo Guandu, por meio do projeto Qualifica Guandu. Desde então, investimentos na qualificação profissional são realizados em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo – FINDES, proporcionando profissionalização a milhares de guanduenses.
 
De lá para cá, o Escola Móvel, projeto executado pelo complexo SESI/SENAI em conjunto com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, diplomou mais de 3.500 alunos nos mais diversos cursos de capacitação profissional nas áreas de confecção, panificação, construção civil, eletroeletrônica e mecânica, entre outras.
 
Atualmente as Unidades Móveis (carretas) estão instaladas ao lado do CRAS, próximo ao Estádio Manoel Carneiro, no bairro Sapucaia, onde cerca de 75 alunos estão sendo capacitados nos cursos de modelador, costureira industrial, armador de ferragem, eletricista predial e mecânico de motos. 
 
A Fundação Renova (Samarco), atualmente inserida, é parceira da Prefeitura de Baixo Guandu e da FINDES no projeto Escola Móvel. O objetivo é proporcionar a reinserção no mercado de trabalho de pessoas impactadas pelo crime ambiental ocorrido em Mariana (MG), no final de 2015, e que impossibilitou desde então a pesca e outras atividades econômicas realizadas pelos ribeirinhos às margens do rio Doce.

 

Qualidade e expectativa
Um dos pontos fortes do complexo educacional SESI/SENAI é o foco na qualidade dos cursos que oferece. E os guanduenses, nos últimos cinco anos e meio, têm sabido aproveitar essas oportunidades, se qualificando da melhor maneira possível para enfrentar o mercado de trabalho.
“A instalação no município da indústria de confecção PW Brasil, a maior do Espírito Santo e uma das maiores do país, colaborou em muito para o crescimento e desenvolvimento de Baixo Guandu porque integrou aos seus quadros de funcionários a mão de obra qualificada nos cursos do Qualifica Guandu,  e a expectativa é que a economia guanduense continue crescendo e absorvendo toda essa mão de obra”, afirma Clovis Rodrigues, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico.

Ainda que outras áreas do mercado de trabalho tenham bom desempenho na absorção da mão de obra especializada gerada pelo Qualifica Guandu, tanto nas iniciativas de empreendedorismo quanto nas oportunidades de emprego nas empresas do município, é no segmento têxtil que reside a maior expectativa de aproveitamento dos alunos formados nos cursos profissionalizantes. “A expectativa maior dos alunos é de se profissionalizar e entrar no mercado de trabalho, sobretudo na área de confecções, por causa da PW Brasil. Eles sairão daqui completamente habilitados para serem grandes profissionais”, diz Josimar da Conceição, instrutor têxtil do SENAI.
 
Um exemplo da preocupação com a qualidade profissional é o aluno de costura industrial, microempresário Uelquer Eufrázio de Oliveira, 34, que vai usar o conteúdo adquirido no curso para alavancar sua pequena empresa de confecções, onde trabalha junto com a esposa, Rafaela, aluna do curso de modelagem. “O curso é muito bom; temos aprendido muitas coisas novas que vão nos ajudar a aperfeiçoar e ampliar a qualidade dos nossos produtos”, revelou. 


Mecânica veicular: mais profissionais especializados estão sendo formados em Baixo Guandu


Os cursos móveis são uma oportunidade de qualificação profissional indispensável para inserção no mercado de trabalho


Uelquer, Josimar e alunos do curso de costura industrial do Qualifica Guandu: qualificação e expectativa de futuro promissor no mercado de trabalho do município

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content