Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Quatro municípios da região vão desenvolver o turismo através do Projeto BARI, lançado no dia 10 de agosto

Quatro municípios da região do vale do rio Doce, incluindo Baixo Guandu, vão desenvolver sua capacidade turística através do projeto BARI, lançado oficialmente na última sexta-feira (10/08) no auditório da Unipac, em Aimorés.
 
O nome BARI representa as iniciais dos quatro municípios: Baixo Guandu, Aimorés, Resplendor e Itueta, cidades que criaram um grupo de trabalho exatamente voltado para o desenvolvimento turístico desta região.
 
Com apoio da Aliança Energia, empresa que administra a Usina Hidrelétrica de Aimorés, o BARI iniciou  suas atividades com o lançamento oficial do projeto, oferecendo material gráfico divulgando as potencialidades turísticas da região, além do site www.turismonobari.com.br

O prefeito Neto Barros e o secretário de Desenvolvimento de Baixo Guandu, Clóvis Rodrigues, participaram da solenidade de lançamento do BARI e consideraram o projeto uma excelente oportunidade da região mostrar ao grande público o potencial que existe na região voltado à exploração turística. 
 
“A união de Baixo Guandu, Aimorés, Resplendor e Itueta em torno de um projeto comum voltado ao turismo é muito importante, na medida em que temos através do BARI uma nova ferramenta para divulgar nosso potencial para quem visita ou deseja visitar a região”, falou o prefeito Neto Barros.
 
O prefeito explicou que o turismo é um fator de movimentação da economia local, lembrando, entre outros atrativos, as competições nacionais e internacionais de parapente que ocorrem em Baixo Guandu anualmente, atraindo mais de 500 visitantes do Brasil e de várias partes do mundo.
 
“Toda a economia se movimenta com competições desta natureza, gerando mais renda para a cidade e também para municípios vizinhos. O projeto BARI vai integrar a região com uma mentalidade de desenvolvimento também voltada ao turismo”, falou Neto Barros.
 
O material gráfico inicial do BARI, em forma de folder dobrável, contém as principais atrações turísticas de Baixo Guandu, Aimorés, Resplendor e Itueta. Todas estas informações estão disponíveis também no site oficial do projeto.
 
As atrações turísticas listadas pelo projeto BARI em Baixo Guandu são a rampa de Voo Livre do Monjolo, a Igreja Matriz de São Pedro, o Monumento ao soldado Aldomário Falcão, a Cachoeira do Alto Laje, a Igreja Nossa Senhora Auxiliadora (localizada no córrego Monjolo), a Pedra da Galinha e a Cachoeira de Água Santa, estas duas últimas localizadas no distrito de Ibituba.
 
O material gráfico do Projeto BARI já começa a ser distribuído na rede hoteleira da região e cada município integrante cuidará de fazer a divulgação através de outros meios, procurando mostrar a potencialidade turística de Baixo Guandu, Aimorés, Resplendor e Itueta. 
 
Os prefeitos dos quatro municípios integrantes do BARI estiveram presentes no lançamento do projeto, quando aconteceu inclusive uma apresentação do grupo de dança pomerana da Vila Neitzel, (município de Itueta) que também está relacionada entre as atrações turísticas da região.
 
Baixo Guandu, que entre as quatro cidades do BARI possui a maior presença de moradores descendentes de pomeranos, vai realizar em outubro (dias 7 e 8) a 1ª Guandu Pomerfest, que será definitivamente incluída no calendário de eventos da cidade e se transformará também numa grande atração turística.

Clique no mapa abaixo e conheça mais sobre o Projeto BARI:

 

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *