Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Abertura da Superfinal do Mundial de Parapente acontece hoje, com fanfarras e desfile de pilotos

Está marcada para hoje, (19/03) às 18 horas, a solenidade de abertura da Superfinal do Campeonato Mundial de Parapente, que acontece em Baixo Guandu até o dia 30 de março.
 
O ponto alto da solenidade será o desfile de aproximadamente 200 pilotos de parapente de mais de 30 países espalhados pelo mundo. Eles vão ser acompanhados por fanfarras de 4 escolas municipais e estudantes de outras duas unidades escolares, fazendo o trajeto com saída da praça São Pedro até a Prefeitura, com retorno pela avenida 10 de Abril.
 
Dos 200 pilotos que vão desfilar em Baixo Guandu, cerca de 150 estarão competindo diretamente na Superfinal do Mundial de Parapente edição 2018, cujos campeões serão conhecidos nas diversas categorias da competição, que teve etapas no ano passado no Brasil (Baixo Guandu), Itália, Austrália, Bulgária e Turquia.

Desde o final de semana Baixo Guandu já vive um intenso movimento em torno da Superfinal do Mundial de Parapente. A cidade está cheia de estrangeiros (cerca de 300) e são esperados mais 700 turistas brasileiros para acompanhar os 11 dias de provas. A expectativa é de movimento de R$ 1 milhão na economia local.
 
A Secretaria Municipal de Cultura organizou a abertura da competição que acontece hoje às 18 horas. As fanfarras das escolas João XXIII, Benevenuto Gobbo, Darlene Maggione Franquini e João Julio Cardoso vão acompanhar o desfile, que terá ainda alunos das escolas Julia Fischer e Professor Nunes empunhando bandeiras dos países participantes da Superfinal do Mundial.
 
O prefeito Neto Barros, que desde 2013 apostou na prática do voo livre como forma de incrementar o turismo em Baixo Guandu, disse ontem que o resultado de todo este trabalho é espetacular.

“Temos a melhor rampa de voo livre do Brasil, da serra do Monjolo, que é uma das 10 melhores do mundo. A cidade recebe cerca de mil pessoas, 300 delas estrangeiros, que vão fazer girar a roda da economia em R$ 1 milhão e tornar Baixo Guandu conhecido em todo o mundo”, afirma o prefeito.
 
A Prefeitura montou uma ampla estrutura para receber a Superfinal do Mundial de Parapente. Um QG em estrutura metálica com mais de 500 m² foi montado na Praça São Pedro e os visitantes estão tendo auxilio de intérpretes e um guia turístico impresso e em versão digital.
 
Os hotéis de Baixo Guandu e Aimorés (cidade vizinha em MG) estão lotados e muitos guanduenses alugaram suas casas para receber os turistas. A opção de hospedagem tem sido Colatina, que fica a 48km de Baixo Guandu.
 
O país recordista de pilotos é a Itália, com 13, seguido da França com 11 competidores. Mas a diversidade é muito maior: aqui se encontram pilotos de países como Estados Unidos, Rússia, Reino Unido, Polônia, Austrália, Turquia, Japão, Suiça, República Tcheca, Coréia do Sul, África do Sul, Alemanha, Sérvia, Espanha, Holanda, Canadá, Finlândia, Bulgária , entre outros, além dos pilotos do Brasil.
 
Pela primeira vez na história, o Espírito Santo recebe a final de um campeonato mundial na área esportiva. De 19 a 30 de março, o céu de Baixo Guandu vai ficar muito mais colorido com os pilotos voadores que sonham com o titulo mundial de parapente.


A rampa do Monjolo comporta um grande público para acompanhar as competições


Pilotos prontos para decolar na superfinal do mundial de parapente em Baixo Guandu


O céu guanduense vai ficar muito mais colorido até o dia 30 de março


Paisagem exuberante da serra do Monjolo



Pilotos de todo mundo elegeram a rampa do Monjolo a melhor do Brasil, sendo uma das 10 melhores do mundo 


A estrutura de organização do mundial de parapente está montada na praça São Pedro

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content