Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

#ChuvaNoES: Saúde alerta sobre limpeza e consumo de alimentos

Com as chuvas fortes que vêm caindo nos últimos dias a Secretaria Municipal de Saúde chama a atenção da população para evitar o contato direto com a água suja de enchentes e alagamentos e, assim, prevenir a contaminação por doenças. Nas enchentes, a água é contaminada ao se misturar com esgoto e lixo, podendo atingir os alimentos e as pessoas que entrarem em contato direto. A Secretaria Municipal de Saúde alerta para os cuidados com a limpeza de casas e alimentos:  

Limpeza em caso de alagamento

Cuidados com a água para o uso doméstico: Nos alagamentos, o sistema doméstico de armazenamento de água pode ser contaminado, sendo necessária sua desinfecção. A limpeza dos reservatórios é necessária, mesmo quando os mesmos não são atingidos diretamente pela água da enchente.

Para limpar e desinfetar o reservatório (caixa d’água) recomenda-se:

– Esvaziar a caixa d’água completamente e lavá-la, esfregando bem as paredes e o fundo. Retire toda a sujeira, utilizando pá, balde e panos. Não esquecer que se deve usar botas de borracha e luvas nesta atividade;
– Após concluída a limpeza, colocar 1 litro de água sanitária para cada 1 mil litros de água do reservatório;
– Abrir a entrada para encher a caixa com água limpa;
– Após 30 minutos, abrir as torneiras por alguns segundos, com vistas à entrada da água com solução na tubulação doméstica;
– Aguardar 4 horas para a desinfecção do reservatório e canalizações;
– Abrir as torneiras, podendo aproveitar a água para limpeza em geral de chão e paredes.

Cuidados na limpeza da lama residual

A lama dos alagamentos tem alto poder infectante e nestas ocasiões fica aderida aos móveis, paredes e chão. Recomenda-se então retirar essa lama (sempre se protegendo com luvas e botas de borracha) e lavar o local, desinfetando-o a seguir com uma solução de água sanitária na seguinte proporção: 01 litro de água sanitária para cada 04 litros de água.

Consumo de água

Para tornar a água pronta para consumo humano deve-se colocar 02 gotas de hipoclorito de sódio (disponivel nas unidades de saúde) em 01 litro de água, deixar repousar por 30 minutos e ela estará pronta para consumir, fervê-la também é uma solução; em ambos os casos, antes, a água deve ser filtrada ou coada.

Cuidados com os alimentos

É essencial a atenção aos alimentos que entraram em contato com as águas de alagamento, pois poderão ser contaminados. O ideal como prevenção é armazená-los em locais elevados, acima do nível das águas. Se isto não for possível, recomenda-se:

– Manter os alimentos devidamente acondicionados, fora do alcance de roedores, insetos ou outros animais;
– Lavar frequentemente as mãos com água tratada antes de manipular os alimentos;
– Frutas em geral, verduras, legumes, arroz, feijão, soja, ervilha, entre outros, devem ser inutilizados, pois sofrem transformações quando em contato com a água de enchente;
– Carnes, peixes, leite, ovos, pão, açúcar, café, manteiga, também devem ser inutilizados, pois se contaminam facilmente pelas águas, além da natureza de suas embalagens, que geralmente são de plástico ou papel; portanto, é perigosa qualquer tentativa de aproveitamento dos mesmos.
– Linguiça, mortadela, queijos, e derivados, deverão ser também inutilizados após o contato com a água, pois sua contaminação é total devido ao tipo de embalagem, geralmente de plástico ou papel;
– As latas que estiverem amassadas, enferrujadas ou semiabertas deverão ser inutilizadas, porém, as que permanecerem em bom estado e onde se tem certeza de que não houve contato da água com os alimentos nelas contidos, poderão ser lavadas com uma solução de água sanitária na proporção de 1/100, preparada do seguinte modo: 1 litro de água sanitária para 100 litros de água, ou ½ litro de água sanitária para 50 litros de água, ou ¼ litro de água sanitária para 25 litros de água.

Medidas de prevenção

– Não jogar lixo ou objetos nos rios. Isso represa as águas, e com a chuva pode causar enchentes;
– Evite contato com água e lama de enchentes e impeça que as crianças nadem ou brinquem nesses ambientes;
– Evitar contato com água e lama, usando sempre botas e luvas de borracha, ou sacos plásticos amarrados nos pés e nos braços;
– Colocar o lixo em sacos plásticos e em recipientes tampados, para evitar a proliferação de ratos e deixar para coleta pouco antes de o lixeiro passar;
– Todo alimento exposto à água contaminada deve ser jogado fora;
– Ferver e filtrar a água de beber;
– Manter os quintais sempre limpos, evitando acumular entulhos que favoreçam o esconderijo de ratos;
– Guardar os alimentos em lugares secos e dentro de recipientes fechados;
– Colocar telas nos ralos para evitar o acesso de roedores;
– Solicitar água da empresa distribuidora de água no caso de desabastecimento.

Informações à Imprensa
Assessoria de Comunicação PMBG
Eduardo Candeias
Fabiano Damasceno
noticia@pmbg.es.gov.br
(27) 3732-8914
Texto: Eduardo Candeias
Com informações da Sesa

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content