Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Dragagem do rio Mutum no km 14 já teve início, com garantia de manutenção até 2019

Uma parceria da Prefeitura de Baixo Guandu com o Governo do Estado, através da Secretaria de Meio Ambiente, garantiu o início da  dragagem do rio Mutum, no KM 14, um serviço que vinha sendo aguardado com muita expectativa pelos moradores do distrito.
 
O “Termo de Compromisso” da dragagem, que na prática é uma ordem de serviço, foi assinado na última sexta feira à tarde (17/11) na escola Elza Ewald, na sede do KM 14, na presença do prefeito em exercício Eloy Avelino, do deputado Dary Pagung, secretário estadual de meio ambiente Aladim Cerqueira, secretários municipais, vereadores e grande  número de moradores do distrito.
 
A dragagem vai ser feita por uma empresa de extração de rochas da região, a Arogran, num acordo compensatório de um passivo ambiental que ela tinha com o Estado. Os responsáveis pela empresa, Ronaldo e Odilon Emerick, assinaram também o termo de compromisso e ainda no sábado já iniciaram os serviços de dragagem.
 
Um trecho de 3,6 quilometros do rio Mutum vai ser dragado, permitindo o escoamento das águas sem causar inundações na sede do KM 14 e em propriedades ribeirinhas. O serviço vai ser executado novamente em forma de manutenção em 2018 e 2019. 
 
Completamente assoreado nos últimos anos, o rio Mutum da forma que se encontra é uma ameaça permanente ao KM 14, situação que agora está sendo resolvida de forma emergencial.
O secretário estadual de Meio Ambiente Aladim Cerqueira, no entanto, deixou claro que o serviço é apenas emergencial e não resolve em definitivo o assoreamento do rio Mutum.
 
Aladim explicou que o Governo do Estado já desenvolve na região, em parceria com o Instituto Terra, o programa Reflorestar, que a médio e longo prazos pode sim, acabar com o assoreamento do rio Mutum.
 
“Precisamos reflorestar as encostas, recuperar nascentes, construir caixas secas e tomar outras atitudes na área ambiental. A  comunidade do KM 14 só vai se livrar do rio assoreado se todos se engajarem nesta luta”, explicou Aladim.
 
O prefeito em exercício Eloy Avelino fez questão de lembrar a luta  do prefeito Neto Barros e do deputado Dary Pagung em conseguir este benefício ao KM 14, frisando que a comunidade não poderia continuar vivendo com o risco constante de inundações em função do assoreamento do rio Mutum.

Telefone celular

Outro benefício ao KM 14 levado na ultima sexta feira foi o início da instalação da torre de telefonia celular da Vivo. O deputado Dary, o prefeito em exercício Eloy e o secretário de Desenvolvimento Rural, Allony Torres, acompanharam pessoalmente a abertura da estrada de acesso e a terraplanagem da área.
 
O deputado Dary lembrou que o morro onde a antena vai ser instalada possui 120 metros de altura e, com mais 70 metros da torre, o alcance da telefonia móvel vai beneficiar não somente a sede do KM 14, mas também os arredores do distrito.
 
“Telefonia é conforto, desenvolvimento, e acredito que até o final do ano a região do KM 14 já esteja com o serviço funcionando”, lembrou o deputado Dary Pagung, que também conseguiu incluir o distrito de Vila Nova do Bananal numa nova licitação do Estado para telefonia móvel que estará sendo realizada esta semana.

 

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *