Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Hospital aumenta em mais de 200% o número de cirurgias entre janeiro e março de 2017

O Hospital Dr. João dos Santos Neves, de Baixo Guandu, aumentou em mais de 200% o número de cirurgias realizadas entre janeiro e março deste ano, graças especialmente à contratação de médicos anestesistas que ficam de plantão de segunda a quinta feira, 24 horas por dia.
 
Segundo o diretor geral do hospital Charlinho Sperandio, em janeiro foram realizadas 20 cirurgias, em fevereiro 43 e em março este número subiu para 66 procedimentos cirúrgicos.

E a tendência, segundo o diretor, é este número ser ampliado nos próximos meses. “Nosso problema era a falta de médicos anestesistas para as cirurgias, situação que foi resolvida pela Secretaria Estadual de Saúde. Temos um centro cirúrgico excelente, médicos cirurgiões de ótima qualidade e a contratação de anestesistas supriu uma forte deficiência que impedia estes procedimentos”, explicou Charlinho Sperandio.
 
Das 66 cirurgias realizadas em março, a maioria é de cesarianas (31 procedimentos), constando ainda operações de hérnia, hemorróidas, vasectomia, cauterização, histerectomia, mastectomia, curetagem, amputação, eletrocauterização, cirurgia de olhos e parto normal, entre outros.
 
Com a ampliação do número de cirurgias, o hospital de Baixo Guandu amplia sua área de atuação, transformando-se numa referência regional. Aqui são atendidos pacientes de cidades como Itaguaçu, Itarana, Laranja da Terra, Pancas, Aimorés (MG) e de outras cidades do interior mineiro, tudo através do Sistema Único de Saúde – o SUS.
 
Com 68 leitos disponíveis, o hospital apresenta hoje uma taxa elevada de ocupação, graças a este novo direcionamento voltado para a ampliação do número de cirurgias. O hospital possui ainda serviço de pronto socorro 24 horas, atendendo pacientes não só de Baixo Guandu, mas de toda a região.
 
Cirurgia de olhos
Outra grande vitória do Hospital guanduense foi a implantação, este mês, de um centro de cirurgia oftalmológica para retirada de catarata, glaucoma e pterígio (a chamada carne no olho), e também atendimento de urgência em casos de presença de corpo estranho no olho.
 
O hospital de Guandu é o primeiro do Estado, administrado pela Secretaria Estadual de Saúde, a ofertar estes procedimentos, que na Grande Vitória são feitos por entidade federal ou filantrópica. A Sesa investiu R$ 200 mil na compra de equipamentos para estas cirurgias em Baixo Guandu, que começaram a ser realizadas no dia 6 de abril.
 
Mais conquistas para o hospital: a compra de um aparelho de ultrassonografia no valor de R$ 200 mil, fruto de emenda parlamentar do deputado Dary Pagung e mais R$ 250 mil para aquisição de um aparelho de raio x digital, através de emenda do deputado federal Givaldo Vieira. O aparelho de ultrassonografia já está no hospital e o novo raio X aguarda a liberação dos recursos federais.
 
Para o diretor geral Charlinho Sperandio, a evolução nos serviços ofertados  no Hospital foi fantástica nos últimos meses. “Graças ao apoio da Secretaria Estadual de Saúde, a interação com a classe política e com o sistema municipal de Saúde, estamos inovando, ampliando e tornando mais eficiente a cobertura do nosso hospital, que hoje já pode ser considerado uma unidade de nível regional”, finalizou o diretor Charlinho Sperandio.
 

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content