Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Nota Oficial da Prefeitura de Baixo Guandu

De acordo com as informações oficiais dos órgãos competentes, um deles a CPRM (Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais), que monitora o rio Doce e divulgou um Boletim Extraordinário ontem, dia 06, às 12h, a lama advinda do rompimento da barragem na cidade de Mariana, passará por Baixo Guandu, ao longo da calha do rio Doce, na madrugada de segunda-feira, dia 09.

 

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Baixo Guandu está em contato direto com os órgãos responsáveis, e desde já, está monitorando para cuidar do abastecimento de água para a cidade, tanto no que diz respeito à quantidade, como à qualidade. O procedimento será o seguinte: no momento que a água com a lama chegar, o SAAE para as bombas por um tempo, colhe amostra e analisa a água. Caso seja possível tratar, garantindo a qualidade, sem nenhum risco, o abastecimento volta ao normal. Se não, é suspenso. Este tem sido o procedimento adotado por todas as outras operadoras em cidades onde a água com lama já passou, como outros SAAEs e Copasa. Com as operadoras com as quais o SAAE entrou em contato, até agora, o tratamento tem sido suficiente e não tem havido necessidade de interrupção do abastecimento.

 

ECONOMIZAR É IMPORTANTE

Mas, todo este procedimento, só acontecerá pela madrugada de segunda-feira, o que significa que o abastecimento em Baixo Guandu, até o momento, está normal. O SAAE ainda informa que todos os reservatórios estão cheios, mas que, por garantia pede que todos economizem água.

 

NÃO É INUNDAÇÃO

A Defesa Civil esclarece que, de acordo com os dados obtidos, o que vai chegar em Baixo Guandu é lama na água do rio Doce, o que não significa que haverá inundação, ou seja, o rio Doce permanecerá no leito.

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content