Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Projetos que destinaram R$ 300 mil a Baixo Guandu vão ser formalizados pela Fundação BB no dia 18 de abril

Dois projetos elaborados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Baixo Guandu, que foram premiados com recursos no valor de R$ 300 mil para a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis (Ascamares), vão ser oficializados no dia 18 de abril.
 
A premiação é da Fundação Banco do Brasil, em parceria com o BNDES, que acolheu os projetos de Baixo Guandu pela relevância social que representam. A solenidade de assinatura da premiação acontecerá no dia 18 de abril, às 10 horas, no auditório do CRAS, que fica localizado ao lado do estádio municipal.
 
A Ascamares  foi fundada na cidade em 2013, por iniciativa da Prefeitura, absorvendo 12 catadores de materiais recicláveis que foram integrados ao processo de separação do lixo, com aproveitamento  de todo o material recolhido nas ruas e que pode ser reutilizado.
 
Mesmo com a formalização do recebimento dos recursos de R$ 300 mil sendo feito agora, a verba da Fundação Banco do Brasil já está sendo utilizada pela Ascamares. Estes recursos estão beneficiando também a Associação de Costureiras de Mascarenhas, que desenvolve capacitação para as 22 associadas em serigrafia e  confecção de material utilizando malha ecológica.
 
Dois projetos da Ascamares foram premiados pela Fundação Banco do Brasil: o “Catar para Colher” e o “Arte Sustentável”,  Com os recursos de R$ 300 mil a Ascamares comprou prensa, balança e empilhadeira para desenvolver melhor suas atividades, além de um Fiat Strada que vai ser destinado ao processo de coleta seletiva de Baixo Guandu. Parte destes recursos vai para a Associação Iluminarte, de Mascarenhas, que já desenvolve capacitação em serigrafia e confecção de vestuário usando malha ecológica.
 
Entusiasta deste tipo de trabalho, com envolvimento direto de associações que buscam se fortalecer de forma diferenciada e garantindo  geração de renda para seus associados, o prefeito Neto Barros parabenizou também a equipe  da Prefeitura que desenvolveu e inscreveu os projetos.
 
“Baixo Guandu dá exemplo, com a premiação da Fundação Banco do Brasil, que a economia também pode se fortalecer de forma sustentável, buscando a harmonização da relação trabalho com o meio ambiente”, afirmou o prefeito Neto Barros.
 
Além da premiação de R$ 300 mil da Fundação Banco do Brasil, a Ascamares já havia ganhado, em 2015, o Prêmio de Inovação na Gestão Municipal Centro Norte, concedido pela Secretaria Estadual de Gestão e Recursos Humanos.

 

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content