Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

SAAE alerta para ligações clandestinas e violação nos hidrômetros

Todos os anos, o SAAE de Baixo Guandu contabiliza dezenas de ocorrências relacionadas ao furto de água e adulteração de hidrômetro em residências e estabelecimentos comerciais da cidade. O desvio da água é feito por meio de ligação clandestina, desviada do hidrômetro diretamente para o interior do prédio; assim, o SAAE não tem como aferir o consumo e cobrar pelo fornecimento.
 
Outra prática comum é a violação do hidrômetro. O método consiste em colocar uma agulha dentro do aparelho, bloqueando o ponteiro de marcação do consumo da água, fazendo com que o valor da tarifa fique bem abaixo do normal.
 
“Essas são as fraudes mais comuns que temos detectado, mas existem outras que, somadas, causam prejuízos significantes, comprometendo de alguma maneira os investimentos em melhoramento do sistema de distribuição de água; ao todo foram 120 casos de fraude, só em 2019”, lembra Luciano Magalhães, diretor do SAAE de Baixo Guandu.
 
Fiscalização
A autarquia dispõe de três fiscais leituristas, responsáveis pela aferição do hidrômetro, que lidam frequentemente com casos de fraude. Um dele, Valdecir Rosa, é servidor do SAAE de Baixo Guandu há 35 anos. Todos os dias ele verifica o nível de desgaste de centenas de hidrômetros, que têm um tempo de vida útil em torno de cinco anos, e nessa verificação ele encontra, em média, uma fraude a cada três dias, seja no desvio de água, seja na violação de hidrômetro. “Nada justifica essa atitude de uns poucos usuários; não posso atribuir outra razão a essas fraudes que não a desonestidade”, pontua Valdecir. 
 
O consumidor que fraudar hidrômetro ou desviar água clandestinamente, além de pagar uma multa de R$ 99,86, pagará por um novo hidrômetro e responderá criminalmente pela fraude. O SAAE é obrigado a registrar o boletim de ocorrência (BO) na delegacia, dando início ao inquérito policial que poderá desaguar na condenação do fraudador a uma pena de dois a oito anos de detenção ou reclusão.

Todos os anos, o SAAE detecta dezenas de fraudes na distribuição de água

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content