Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Baixo Guandu atento à segurança alimentar e nutricional

Desde 2003, o esforço do governo federal em erradicar a miséria – e, consequentemente, a fome no País – colocou o Brasil em destaque em meio aos países que conseguiram praticamente eliminar a pobreza extrema entre a sua população.

O sucesso da estratégia brasileira de combate à fome foi reconhecido em 2014, quando o País deixou o Mapa da Fome da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), por ter menos de 5% da população em situação de insegurança alimentar. De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), do governo brasileiro, são apenas 1,7% de subalimentados na população.

Em 12 anos, os compromissos assumidos pelo governo federal no combate à fome e à miséria foram traduzidos na agenda de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) como política de Estado, o que resultou em ampla participação da sociedade, por meio do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN), da recriação do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA), da instalação da Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (CAISAN) e, mais recentemente (2012/2015), na elaboração do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (PLANSAN).

EM BAIXO GUANDU

De acordo com o artigo 3º da Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional, é direito de todos terem acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, tendo como base práticas alimentares promotoras de saúde que respeitem a diversidade cultural e que sejam ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentáveis.

A Prefeitura de Baixo Guandu, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação, vai realizar, nos próximos dias 24 e 25 de junho, no Canaã Social Clube, a III Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional.

Na quarta-feira (24), a partir das 18 horas, a programação do evento contempla a palestra “Comida de verdade no campo e na cidade: por direitos e soberania alimentar”, proferida pelo presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, Pedro Makumbundu Kitoko.

Na quinta-feira (25), os destaques ficam por conta da apresentação do Diagnóstico de Segurança Alimentar e Nutricional de Baixo Guandu, com a secretária municipal de Assistência Social, Marta Luzia Benfica, seguida da apresentação dos Avanços do SISAN – Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional no Estado do Espírito Santo, pela secretária executiva da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional Estadual (CAISAN), Marilene Cristo.

 Fonte: Plano Brasil Sem Miséria

 

Informações à Imprensa
Assessoria de Comunicação PMBG
noticia@pmbg.es.gov.br

(27) 3732-8914 

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.