Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Assistência Social

Aconteceu hoje, 24/01 a segunda entrega de alimentos do programa de Compra Direta de Alimentos (CDA).

O Programa atende a 50 famílias da zona urbana de Baixo Guandu, que são acompanhadas pela Secretaria Municipal de Assistência Social do município e que vivem em situação de insegurança alimentar.

O Projeto é uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Baixo Guandu e o Governo do Espírito Santo, através da Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (SETADES).

Seu objetivo é a aquisição de gêneros alimentícios de forma direta da agricultura familiar e doação simultânea dos produtos adquiridos à rede socioassistencial dos municípios, de forma a garantir renda ao pequeno agricultor e alimentação de qualidade a pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Programa Leite da comunidade

Alimentação é parte integrante de qualidade de vida. E a Prefeitura de Baixo Guandu, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, realiza a entrega do Programa Leite da Comunidade.

Objetivo do programa é complementação nutricional de famílias que estejam em situação de insegurança alimentar e que possuam idosos, pessoas com deficiência e doentes acamados. Todos devem ter registro no CadÚnico.
A participante do programa Rosilene José dos Reis recebe o leite todas as semanas. Ela falou sobre a importância da entrega do leite para sua família – “É uma grande conquista para nós, ter esse leite para nossos filhos”.

O Prefeito em Exercício Patrick Perutti acompanhou a entrega do leite e destacou que o projeto atende a um grande número de famílias e falou sobre o aumento na quantidade distribuída – “Esse projeto atende a mais de 190 famílias, e desde o ano passado nós dobramos a quantidade distribuída para cada família, quem antes recebia 1 litro de leite por semana passou a receber 2 litros, o que beneficia ainda mais o povo de Baixo Guandu.”

Desde de 2021, cada uma das mais de 190 famílias passou a receber 2 litros de leite semanalmente, até então cada família recebia 1 litro por semana e a entrega é distribuída em 5 pontos na cidade, facilitando assim o acesso a todos que precisam. Os pontos de entrega são:

São Vicente;

Escola João XXIII;

Escola Kenedy;

Escola Darlene;

Creche Mauá.

Nova Sede do Conselho Tutelar de Baixo Guandu começa a se tornar realidade

Projeto do Novo Conselho Tutelar

Aconteceu hoje 11/01 a Assinatura da Ordem de Serviço para construção da nova Sede do Conselho Tutelar de Baixo Guandu.

O investimento será de R$ 903.080,47 e contará com uma estrutura completa para melhor atender aos guanduenses. O investimento é de 903.080,47 e o projeto conta com recepção, sanitários de uso público, sala multiuso, pátios, salas de atendimento, sala de reunião, espera e circulação, vestiário, copa e depósito. O recurso é oriundo do Fundo para Infância e Adolescência (FIA), autorizado pela Lei Federal 8.069/1990

Participaram do Evento o Prefeito em Exercício Dr. Patrick Favarato Perutti, juntamente com a Secretária Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação Fernanda Mota Gonçalo, Secretário Municipal de Engenharia e Infraestrutura Urbana Yoshito de Souza Fukuda, Encarregado da Secretaria de Engenharia e Infraestrutura Urbana Ademar Littig (Maza) e o representante da empreiteira contratada para obra Arlinho Ganho.

O Conselho Tutelar

O Conselho Tutelar tem a finalidade de fortalecer e consolidar o Sistema de Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes, atendendo este público com direitos violados ou ameaçados de violação e seus familiares.  A existência de uma sede para o Conselho Tutelar é de extrema necessidade, além de ampliar o atendimento atualmente existente, proporcionará maior qualidade aos seus usuários, conforme preceitua o Estatuto da Criança e do Adolescente, haja vista que o equipamento contará com arquitetura padronizada e acessível aos deficientes, de forma a ser um espaço humanizado e de referência ao atendimento de seu público alvo.

O Conselho funciona diariamente, inclusive aos sábados, domingos e feriados, sendo, atendimento ao público, 08h às 17h .
Plantão 24h em casos de emergência.

Telefone : (27) 99977-3278
Endereço atual Rua Antônio Sampaio nº 15 , centro.

A Nova Sede do Conselho Tutelar de Baixo Guandu começa a se tornar realidade.

O Local onde será a Nova Sede fica na Avenida Carlos de Medeiros, nº 91, centro – ao lado do Fórum de Baixo Guandu.

Sede atual do Conselho Tutelar.

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DAS FAMÍLIAS BENEFICIADAS COM O “LEITE DA COMUNIDADE”

Para a manutenção e ampliação da qualidade dos serviços prestados pela Prefeitura Municipal de Baixo Guandu, informamos que as famílias beneficiadas com o “leite da Comunidade” devem manter seus dados cadastrais atualizados. Isso deverá ser feito obrigatoriamente a cada um ano ou sempre que houver mudanças na família.

O atendimento as famílias para a atualização cadastral em 2023 acontecerá entre os dias 23 e 27 de janeiro (segunda a sexta), das 8 às 15 horas, na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social, localizada na Rua Álvaro Rodrigues da Mata, n° 366 – Centro.

👉 As famílias deverão levar todos os documentos pessoais e comprovante de residência.

⚠️ Atenção! A presença das famílias para atualização cadastral é obrigatória para que possamos garantir a manutenção da concessão do benefício!

Secretaria de Assistência Social de Baixo Guandu muda para rua Álvaro Rodrigo da Mata

Novo endereço da Secretaria de Assistência Social de Baixo Guandu fica próximo ao SESP.

Depois de alguns meses funcionando na rua Antônio Sampaio, n.º 15, centro da cidade, a Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação de Baixo Guandu, está mudando para rua Álvaro Rodrigo da Mata, número 366, no centro, próximo ao SESP.

A nova sede da Secretaria Municipal, proporcionará aos servidores da pasta um local mais arejado e amplo para o trabalho dos funcionários, bem como o atendimento à população com  mais conforto.

Por motivo de mudança, hoje dia 16, o atendimento externo da Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação de Baixo Guandu, está suspenso, e volta à normalidade na próxima terça-feira, dia 20 de dezembro.

Baixo Guandu deu início hoje a entrega das “Cestas Verdes” do Programa de Compra Direta de Alimento – CDA.

O Programa começa a atender 50 famílias da zona urbana de Baixo Guandu, que são acompanhadas pela Secretaria Municipal de Assistência Social do município e que vivem em situação de insegurança alimentar.

Os alimentos a serem entregues variam durante o ano, de acordo com a safra do mês da distribuição. Nesse mês, as famílias levaram para suas casas: banana da terra, melancia, repolho, alface, feijão, farinha, fubá, biscoitos e pães caseiros e polpas de frutas.

10 produtores rurais do município foram selecionados via Chamamento Público para fornecerem mensalmente os alimentos que compõe as cestas. Cada produtor receberá no total, o valor de R$ 6.500,00 pelo fornecimento dos alimentos durante todo o período de contrato, que é de 7 meses.

A Secretária de Assistência Social Fernanda Mota, disse que pretende dar continuidade ao projeto após o término dos primeiros 7 meses de contrato, e destacou o apoio da Comissão de Segurança Alimentar, para viabilizar o acesso do município ao Programa.

Dona Maria José Araújo é uma das beneficiárias do programa e disse que esse alimento vai ajudar muito a sua família, uma vez que ela é sozinha e cuida de três netos. “É uma bênção poder contar com esses alimentos em nossa casa” – disse ela.

Para o Prefeito Lastenio Cardoso, é obrigação do poder público, trazer uma condição melhor de vida para cada família em Baixo Guandu. “Queremos garantir uma boa alimentação para nossa gente, e que em breve possamos conseguir mais produtores rurais e cadastrar ainda mais famílias no programa, por que é a função do prefeito é melhorar a vida das pessoas” – completou.

O Projeto Estadual Compra Direta de Alimentos (CDA) foi idealizado pela Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (SETADES), no âmbito da Gerência de Segurança Alimentar e Nutricional (GSAN), como uma forma de promover o Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA) no estado do Espírito Santo. Seu objetivo é a aquisição de gêneros alimentícios de forma direta da agricultura familiar e doação simultânea dos produtos adquiridos à rede socioassistencial dos municípios, de forma a garantir renda ao pequeno agricultor e alimentação de qualidade a pessoas em situação de vulnerabilidade social.

CINE CREAS: O Filme “No tempo das Borboletas” aborda a violência contra a mulher

O filme “No Tempo das Borboletas”, em alusão ao Dia Internacional para Eliminação da Violência Contra as Mulher e aos 16 Dias de Ativismo.

Ontem, dia 30/11, às 18h30min, no auditório da Prefeitura de Baixo Guandu, a Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Habilitação de Baixo Guandu, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), foi exibido o filme “No Tempo das Borboletas”, em alusão ao Dia Internacional para Eliminação da Violência Contra as Mulher e aos 16 Dias de Ativismo.

A exibição do filme O Filme “No tempo das Borboletas”, teve como proposta da Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Habilitação de Baixo Guandu de alertar e debater sobre a violência contra a mulher, que iniciou no dia em 25 de novembro e vai até 10 de dezembro. O evento, que teve caráter social, foi prestigiado por moradores da cidade.

Sinopse:

Baseado na história verídica de uma jovem mulher que, junto a sua família, encontrou coragem para desafiar um ditador corrupto – e pagou caro por isso.

Minerva Mirabal (Salma Hayek) e suas irmãs pátrias (Lumi Cavazos), Mate (Mía Maestro) e Dede (Pilar Padilla) são filhas de Enrique (Fernando Becerril), proprietário de uma fazenda e de uma pequena loja na República Dominicana. Decididas e com espírito revolucionário, entram em conflito com o regime tirânico de Rafael Leônidas Trujillo (Edward James Olmos). Quando vários membros de sua família são mortos pelos homens de Trujillo, Minerva promete se vingar.

Direção: Mariano Barosso

Duração: 95 minutos

Lançamento: 2001

Produção: EUA.

 A Campanha internacional

Iniciando-se com as comemorações do Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, acontecem os “16 Dias de Ativismo Contra a Violência de Gênero” – uma campanha internacional anual que começa em 25 de novembro e vai até 10 de dezembro, Dia dos Direitos Humanos.

Em 2021, a Campanha dos 16 dias tem como foco a violência de gênero no mundo do trabalho, chamando a atenção para a relação entre violência doméstica e o mundo do trabalho, com base nos padrões legais descritos na Convenção 190 da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

A Organização Mundial de Saúde define a violência contra a mulher como todo ato de violência baseado no gênero que tem como resultado dano físico, sexual, psicológico, incluindo ameaças, coerção e privação arbitrária da liberdade, seja na vida pública, seja na vida privada.

A perspectiva de gênero para compreender a violência contra as mulheres resultou de um longo processo de discussão. Utilizar a categoria de análise gênero, neste caso, significa assumir que a violência decorre de relações desiguais e hierárquicas de poder entre homens e mulheres na sociedade, e que não se deve a doenças, problemas mentais, álcool/drogas ou características inatas às pessoas, mas sim, uma construção social.

Cerca de 125 países possuem leis específicas de proteção à mulher, sendo que a legislação brasileira (Lei Maria da Penha) é considerada uma das três mais avançadas do mundo.

Prefeitura entrega premiação do 2º Concurso Primeira Infância com arte-Piarte

– A solenidade de entrega da premiação do 2º Concurso Primeira Infância com arte-Piarte, aconteceu no auditório da Prefeitura de Baixo Guandu.

Hoje, dia 29/11, às 13 horas, foi realizada a premiação dos vencedores do 2.º Concurso da Primeira Infância com arte-PIARTE, com o tema “Brincar em família no território”, no auditório da Prefeitura de Baixo Guandu. O Concurso faz parte do Programa Criança Feliz, e coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação, em parceria com a Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (SETADES), por meio da Subsecretaria de Articulação de Políticas Intersetoriais (SUBAPI).

Participaram da solenidade de entrega da premiação do 2º Concurso Primeira Infância com arte-Piarte, o prefeito Lastênio Cardoso, Secretária Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação, Fernanda Mota Gonçallo, supervisora do programa Criança Feliz em Baixo Guandu, Rita de Cássia Porto Batista, a gerente de capacitação, articulação e mobilização do Estado, Eliete Rodrigues de Souza (SUBAPI/SETADES) e a multiplicadora estadual do PCF, Simone Araújo (SUBAPI/SETADES).

A tarde foi marcada em clima de arte, ao som do saxofonista Isaque Porto, com a música Aquarela, do cantor e compositor Toquinho, e os premiados foram: 1.º lugar: Isaque Sima Pimenta, de 04 anos, foi premiado com uma bicicleta e atendido pela visitadora Vanderleia Planteikotw, 2.º lugar:  Matheus Lucas Domingues, de 03 anos, foi premiado com brincando de engenheiro e atendido pela visitadora Liliane Ludtke e o 3.º lugar: João Miguel de Souza, de 03 anos, foi premiado com um jogo de dominó e  atendido pelo visitador Hércules Perico da Silva.

A supervisora do Programa Criança Feliz em Baixo Guandu, Rita de Cássia Porto Batista, disse que foi gratificante o trabalho desenvolvido pelos visitadores (a) no município junto às famílias.

Ela lembrou, que o objetivo do Programa, é fortalecer os significados da vivência da primeira infância nos territórios, bem como o desenvolvimento, por meio da linguagem de expressão infantil, com atividades lúdicas de pintura e desenho. Concluiu Rita Porto.

A gerente de Capacitação, Articulação e Mobilização do Estado, Eliete Rodrigues de Souza, parabenizou a administração municipal pela dedicação e trabalho desenvolvido na Primeira Infância no município. Ela acrescentou que a cidade de Baixo Guandu, é referência no Estado, por desenvolver ações juntos às famílias e de estabelecer vínculos afetivos mais próximos nos primeiros anos de vida.

O prefeito Lastênio Cardoso, parabenizou os profissionais da Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação, pelo  trabalho social realizado na primeira infância no município.

O prefeito agradeceu a SETADES e o governo do Estado pelo apoio no Programa Criança Feliz. Ele lembrou que a administração municipal,  desenvolve ações sociais dia a dia que contribuiu para o bem-estar das crianças e das famílias de Baixo Guandu. “O nosso compromisso é cuidar das crianças de zero (0) a 6 anos, e também de todos os jovens do município, proporcionando a eles (a), educação, saúde, esporte,  lazer e outras oportunidades para terem um futuro promissor. Por isso, continuaremos desenvolvendo e apoiando projetos  sociais que  irão contribuir na formação das crianças e da juventude”. Disse  Lastênio Cardoso.

Cine CREAS apresenta filme em alusão ao Dia Internacional para Eliminação da Violência Contra as Mulher e aos 16 Dias de Ativismo

Em Alusão ao Dia Internacional para Eliminação da Violência Contra as Mulher e aos 16 Dias de Ativismo, aconterá apresentação do filme:

“No tempo das Borboletas ” que trata da temática.
Dia: 29/11/22
Horário: 18:30 h
Local: Auditório da Prefeitura.

Realização
Prefeitura Municipal de Baixo Guandu.
Secretaria Municipal de Assistência Social,Direitos Humanos e Habilitação
CREAS

A Prefeitura de Baixo Guandu realiza 1º jantar dos idosos em comemoração ao dia do idoso.

Ontem (quinta-feira), dia 27, às 19 horas, aconteceu o 1º Jantar de Confraternização dos Idosos de Baixo Guandu, em alusão ao dia do idoso que se comemora no mês de outubro.

Os idosos atendidos pelo serviço de convivência e fortalecimento de vínculos e idosos atendidos pelos serviços da rede socioassistencial.

Segundo os organizadores, o objetivo da atividade foi uma integração de lazer diferente para os idosos, para que o idoso mantenha-se ativo e conheçam novos ambientes que não fazem parte do cotidiano deles.

O jantar, foi organizada pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação de Baixo Guandu.

Skip to content