Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Meteorologia prevê chuvas fortes nos próximos 7 dias no município

Atravessando um período de forte seca, o que vem ocorrendo sistematicamente no município desde o ano de 2014, Baixo Guandu deve ter um alívio nesta situação nos próximos 7 dias.
 
Segundo o conceituado Instituto de Meteorologia Climatempo, o retorno das chuvas tem data marcada: entre amanhã, sábado, (28/10) até o dia 3 de novembro, Baixo Guandu pode ter 141mm de chuvas, o que significa um grande alívio para o longo período de estiagem que o município enfrenta.
 
Ainda de acordo com o Instituto Climatempo, amanhã pode chover 12mm, no domingo é esperado o mesmo volume de precipitações, na segunda feira pode chover 15 mm e na terça-feira o volume de chuva aumenta muito: 70mm em 24 horas. Ainda estão previstos mais 27 milímetros na próxima quarta feira, 2 mm na quinta feira e 3 mm na sexta feira da próxima semana.
 
Este volume de 141mm de chuvas em uma semana, desde que confirmada a previsão do Instituto Climatempo, vai ser um forte alívio especialmente no interior de Baixo Guandu, onde muitos córregos secaram e a população enfrenta dificuldades para obter água até para o consumo humano.
 
O distrito de Vila Nova do Bananal, por exemplo, está sendo abastecido por carros pipas providenciados pelo SAAE, uma situação inédita na história do município.
 
O rio Guandu está com vazão extremanente reduzida, embora ainda garantindo o abastecimento da sede de Baixo Guandu, mas as pastarias em todo o município estão completamente comprometidas pela falta de chuvas.
 
Segundo o secretário de Desenvolvimento Rural Allony Torres, desde 2014 a produção de leite em Baixo Guandu caiu entre 70 a 80%, consequência da seca recorrente nos últimos 4 anos. Na semana passada, produtores desta área, por iniciativa da Prefeitura, participaram de um curso destinado a garantir alimentação estratégica para o gado no período de estiagem.
 
Em outra frente de atuação, numa parceria da Prefeitura Municipal com o Governo do Estado, 3 barragens serão construídas para reter a água e amenizar os efeitos da seca.
 
 As obras de primeira barragem começam nos próximos dias no córrego Bonfim, na região do Queixada, mesmo local onde outra barragem será edificada no córrego Pinga Fogo. Uma terceira barragem será construída em Vila Nova do Bananal, no córrego Sucupira.
 
“A seca é uma situação grave que estamos enfrentando desde 2014, depois da tragédia da enchente de dezembro de 2013, que trouxe graves prejuízos em todo o município e ceifou vidas”, lembrou esta semana o prefeito Neto Barros, que espera uma normalização das chuvas para amenizar a situação e trazer nova esperança aos produtores rurais.

 

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content