Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Barreira sanitária instalada em Guandu orienta quem trafega pela BR-259

Numa ação conjunta que envolve o Governo do Estado, Prefeitura Municipal, Polícia Militar a Corpo de Bombeiros, já está funcionando desde ontem (30/03) em Baixo Guandu uma barreira sanitária para fiscalização e orientação a quem trafega pela BR- 259.
 
A decisão de instalar a barreira foi do Governo do Estado, objetivando especialmente orientar quem trafega pela rodovia, em função da pandemia de coronavírus. Barreiras estão instaladas também nas BRs 101 e 262, que ligam o Espírito Santo a Minas Gerais, Bahia e Rio de Janeiro.

As equipes do IDAF, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros estão abordando, por amostragem, os veículos que trafegam na BR-259 em Baixo Guandu, próximo ao posto policial localizado na chegada de Aimorés.
 
A abordagem verifica a temperatura dos passageiros dos veículos, bem como se eles apresentam algum sintoma de coronavírus. Em caso de necessidade, quem trafega pela rodovia é encaminhado para o posto de saúde mais próximo. 
 
O secretário de Administração da Prefeitura de Baixo Guandu, Adonias Menegidio da Silva, explicou ontem que o município está atuando em conjunto com o Estado na barreira sanitária, tendo providenciado para o local tenda, banheiro químico e internet, dentre outros itens.

"É importante este controle nas divisas  que o Estado decidiu realizar e estamos atuando de forma conjunta", explicou o secretário Adonias. A barreira sanitária, que tem caráter preventivo e educativo, deve permanecer em  Baixo Guandu enquanto durar a crise da pandemia de coronavírus.
 
Cítricos
Hoje pela manhã (31/03) os técnicos do IDAF que estão a trabalho na barreira sanitária, Raul Carvalho da Silva e Mauro Rossoni, apreenderam mudas de laranja vindas de Minas Gerais com suspeita de portarem a doença greening, que não existe no  Espírito Santo e pode causar danos graves às plantações de laranja, limão, Lima e outras do gênero.
 
"Esta doença representa um perigo para as plantações e fizemos a apreensão das mudas que estavam sendo transportadas numa caminhonete", explicou o técnico Raul Carvalho. As mudas apreendidas foram destruidas no próprio local com utilização de fogo.


Os técnicos do IDAF destruíram as mudas de laranja com suspeita da doença chamada greening

 

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content