Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

SEMADH reformou cômodos e entregou milhares de itens à população carente

A Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação (SEMADH) fechou o ano de 2014 com um balanço bastante positivo na área dos chamados benefícios eventuais, que levam às famílias menos favorecidas diversos itens de primeira necessidade. Para 2015, a SEMADH deverá ampliar ainda mais as ações voltadas à segurança alimentar e ao bem-estar social das famílias mais carentes do município. Vejam o quantitativo dos benefícios levados à população de baixa renda no ano passado.

AÇÕES DA SEMADH 2014

•Aluguel Social (famílias sem moradia, em caráter de urgência): 57

•Cestas Básicas (famílias em vulnerabilidade social): 560

•Complemento Alimentar (Sustagem): 1.320 latas

•Enxoval de Bebê: 118 kits

•Filtros de Barro: 23

•Fraldas Descartáveis Infantis: 880

•Fraldas Geriátricas: 6.348

•Leite da Comunidade: 48.877 litros

•Leites Milupa 01, Soja Soymilke, Aptamil AR, Aptamil 02 Soja: 1.190 latas

•Óculos de Grau Simples, Bifocal, Multifocal e Alto Índice : 269

•Transportes de Mudanças: 26

•Urna Mortuária: 52

Reformas Habitacionais

Uma das maiores carências verificadas ao longo dos anos no seio das camadas menos favorecidas da população diz respeito às condições de moradia, não só em Baixo Guandu, mas em praticamente todos os municípios do Brasil. Não raro, ainda que com um lugar para servir de morada, as condições estruturais das casas dessa parcela da população são bastante precárias. Há dois anos, por compromisso firmado com a população, a PMBG, por meio da SEMADH, incrementou a oferta de reparos e construção de cômodos em centenas de casas no município. Apenas em 2014, 360 reformas foram feitas; destas, 132 foram reparos ou construção de banheiros.

Em 2015, esses números deverão ser bem maiores, já que um convênio foi firmado com a Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEADH) para a reforma e construção de cômodos. “Estamos muito satisfeitos com essa ajuda da prefeitura, esse material veio em boa hora”, disse o aposentado Risoleno Marcos Hortelã, que, além do banheiro, teve a sua casa praticamente toda reformada. “A prefeitura deu boa parte do material; até portas e janelas recebemos para a reforma”, conta Edna Lúcia Ribeiro da Silva, esposa de Risoleno.  

Liberação do Material

O material de construção é entregue ao morador da casa aos poucos, na medida em que a obra é desenvolvida, e com acompanhamento dos técnicos da SEMADH. Isso garante que o material seja bem aplicado, sem desperdícios. Para 2015 está prevista a contratação de 05 pedreiros e 05 ajudantes pela PMBG, para realizar o trabalho de reforma e construção de cômodos. A mão de obra usada é a dos próprios moradores beneficiados. Um deles, o ajudante de pedreiro Yago Martins Pereira, também morador do bairro Alto Guandu, teve o banheiro e a cozinha de sua casa reformados pelo programa. “Contei com a ajuda de meu irmão, que é pedreiro; o material veio todo da prefeitura”, lembra ele.

Informações à Imprensa

Assessoria de Comunicação PMBG

noticia@pmbg.es.gov.br

(27) 3732-8914

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.