Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Microempreendedorismo: Escola Móvel está mudando a vida de muitos guanduenses

Trazida para o município em agosto do ano passado, a Escola Móvel do Sesi/Senai, uma parceria da Prefeitura de Baixo Guandu com o Sistema Findes capixaba, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, já qualificou centenas de alunos para o mercado de trabalho. Com quase 40 cursos oferecidos, a Escola Móvel vem mudando a realidade de muitos guanduenses que acreditaram em sua capacidade empreendedora e resolveram se qualificar profissionalmente.

O segmento da gastronomia é um dos mais promissores para aqueles que investem na autoqualificação. A Escola Móvel oferece cursos de padeiro, pizzaiolo e confeiteiro, além de pequenas oficinas de chocolate.

Muitos alunos já estão comercializando seus produtos. São pães caseiros, pizzas, salgadinhos… E renda extra. É o caso de Priscila Nascimento Nogueira, moradora do Bairro Sapucaia, aluna do curso de confeitaria, e que já fez também o de pizzaiolo. “Já estou fazendo pizzas por encomenda e pretendo me tornar microempreendera em breve”, revela.

Outra que já está faturando uma renda extra com a venda de pizzas é Rosângela Dalmásio Cardoso, moradora do bairro São Pedro, também aluna do curso de confeiteiro, mas que já fez o curso de pizzaiolo. Ela já comercializa centenas de salgadinhos por semana, e pretende também trabalhar por conta própria. “Por enquanto ainda divido o meu tempo como salgadeira e empregada doméstica, mas pretendo, em breve, me dedicar integralmente à atividade de microempresário”, disse.

Com previsão de terminar suas atividades em Baixo Guandu no final de junho próximo, a Escola Móvel ainda oferece oportunidade de cursos. Basta entrar em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico pelo telefone 3732-1878, ou pessoalmente na rua Francisco Ferreira, 125, Centro.

“O seguimento de alimentação é muito bom. As pessoas se interessam pelo produto quando você oferece qualidade; e aqui a gente tem cursos de excelência em gastronomia”, afirma a professora da área de alimentação da Escola Móvel, Elizângela Cristina da Silva. 

ACOMPANHAENTO E ORIENTAÇÃO

O SENAI oferece capacitação profissional não apenas para que o aluno faça os cursos disponíveis, mas também que se formalize como microempreendedor. São muitas as vantagens para aqueles que abrem uma microempresa para tocar o seu negócio, seja de que segmento for. Atenta a isso, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico mantêm um departamento exclusivo para acompanhar e dar suporte a todos que queiram trilhar o caminho do microempreendedorismo.

“As pessoas com CNPJ têm um leque maior de opções em suas vendas; podem emitir notas fiscais, pagar o INSS de uma forma mais em conta, ter acesso a crédito com os menores juros do mercado…”, elenca Thais Cristina dos Santos, agente de Desenvolvimento da PMBG, em visita aos alunos da Escola Móvel.

Parceiro da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, o SEBRAE amplia a assistência ao microempreendedor de Baixo Guandu com um programa exclusivo de acompanhamento para aqueles empreendedores já formalizados. É o Negócio a Negócio, onde, após abrir a sua empresa, o microempreendedor recebe três visitas programadas de um agente do SEBRAE. 

“Na primeira visita, vamos conhecer o empreendedor, ver a maneira como ele trabalha; na segunda, vamos levar dicas e soluções do SEBRAE, ensinamos a fazer controle administrativo, organização da empresa, enfim, todo gerenciamento. Na terceira visita, fazemos o acompanhamento do cliente, para ver se ele realizou os procedimentos, se teve dúvidas sobre o material que levamos até ele”, explica Soraya Flores, agente de Orientação Empresarial do SEBRAE, que acompanhava Thais na visita à Escola Móvel. 

Informações à Imprensa
Assessoria de Comunicação PMBG
noticia@pmbg.es.gov.br

(27) 3732-8914  

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content