Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Nova Sede da Prefeitura e reforma da Unidade de Saúde vão colocar Baixo Guandu ainda mais no século 21

Na demolição do prédio antigo da Prefeitura, no comecinho de outubro, um encontro inusitado entre o passado e o presente. A cápsula do tempo, que foi encontrada atrás da placa de inauguração da antiga sede, em 1962, trouxe um pouquinho da vida de Baixo Guandu há exatos 53 anos.

Entre os objetos depositados na antiga cápsula, foram encontrados exemplares de jornais como A Gazeta, de Vitória, que anunciava a festa de emancipação política da cidade no dia de abril de 1962, e de O Circulista, periódico fora de circulação atualmente. Também foram encontrados na cápsula do tempo moedas e cédulas de cruzeiro, que vigorou no País entre 1942 e 1993. Até a Ata do lançamento da Pedra Fundamental da antiga Prefeitura foi deixada entre os objetos.

SOLENIDADE

A assinatura das Ordens de Serviço e o lançamento do Marco Fundamental da nova sede da Prefeitura e da nova Unidade de Saúde do Centro aconteceram no último sábado (17) com a presença de centenas de pessoas; entre elas, autoridades locais e de fora do município, como o senador Ricardo Ferraço, os deputados federais Givaldo Vieira e Paulo Foletto, e o ex-deputado estadual Vandinho Leite.

Na solenidade, houve a apresentação da Banda Lira Guanduense, do Balé Aquarela, com as alunas da Escola Professor José Nunes –  dentro do projeto Mais Educação –, e da aluna Ruth da Costa Amâncio, que leu o seu texto “Uma construção… Muitas expectativas”, ganhador do concurso de redação promovido pela Secretaria Municipal de Educação especialmente para o evento. Participaram os alunos de 8ª série das escolas da sede do município. O prefeito Neto Barros entregou à Ruth Amâncio selos comemorativos dos 80 anos de emancipação política de Baixo Guandu, comemorados em 2015.

PASSADO, PRESENTE, FUTURO

Do mesmo modo em que a cápsula do tempo foi encontrada pelos guanduenses do início do século 21, a história do município vai reservar a outras gerações a mesma emoção agora vivida. Neto Barros depositou em uma urna de acrílico os documentos da cápsula do tempo que deverá ser aberta daqui a muitas décadas, talvez no ano de 2068, obedecendo a mais um período de 53 anos, quem sabe…

Nela, viajarão no tempo exemplares de jornais, selos comemorativos, fotos, convite e a Ata do evento com a assinatura de todos os presentes, foto da antiga Prefeitura, a redação da Ruth e outros documentos alusivos à cidade e à construção da nova sede.

“A capsula do tempo encontrada nos escombros da velha Prefeitura trouxe até nós a mensagem que vamos reenviar para as gerações futuras: a de que somos um terra com vocação ao progresso, ao desenvolvimento. Em Baixo Guandu, o futuro é agora; e precisamos garantir que as próximas gerações mantenham esse mesmo espírito empreendedor, de realização, para que o futuro não seja nunca o lugar aonde ainda não chegamos”, disse o prefeito.

Informações à Imprensa                                    
Assessoria de Comunicação PMBG
noticia@pmbg.es.gov.br

(27) 3732-8914

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content