Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Segunda edição da cartilha ‘Bullying não é Brincadeira’ já está disponível em formato digital

A segunda edição da cartilha ‘Bullying não é Brincadeira’ já está à disposição dos profissionais da educação e demais instituições do Espírito Santo que trabalham com a temática. A grande novidade é um jogo de tabuleiro lúdico voltado para as crianças reforçarem ainda mais o conhecimento sobre o Bullying. O material físico deve ser solicitado por meio do e-mail cape@mpes.gov.br. O conteúdo também pode ser visualizado de maneira digital por meio do site www.mpes.mp.br

A iniciativa é do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) em parceria com o Centro de Apoio Operacional de Implementação das Políticas de Educação (CAPE). Serão distribuídos em todo o Estado cinco mil exemplares.

A finalidade do material é conscientizar a população, de maneira objetiva, sobre o que é, consequências, categorias, entre outras características que envolvem o bullying, com foco na escola, tendo abrangência nos diversos campos da sociedade urbana e rural.

Para isso, a cartilha faz o uso de uma linguagem simples, associada a ilustrações que retratam possíveis situações da prática negativa. Além disso, o material fornece informações dos procedimentos a serem adotados pelas unidades de ensino diante da problemática.

Bullying

Bullying é um termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (do inglês bully, tirano ou valentão) ou grupo de indivíduos causando dor e angústia, sendo executados dentro de uma relação desigual de poder.

De acordo com a segunda edição da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) feita em 2012, os alunos que mais são vítimas de bullying são aqueles considerados fora dos padrões normais, como estatura e tipo físico e também aqueles com necessidades especiais. Também existe grande incidência de bullying com os estudantes de baixa renda e com os que são tímidos.

Jogo de tabuleiro

Além das informações detalhadas sobre o bullying, a cartilha também traz um jogo de tabuleiro muito criativo e divertido, desenvolvido pelo Ministério Público de Minas Gerais. Na aventura, composta por cenários animados, de cores vibrantes, as crianças passam por diversas situações, que são decididas via lançamento de dado, anexado para ser montado de maneira artesanal pelos usuários.

Dentre as cenas propostas estão não fazer comentários negativos sobre as pessoas, evitar xingamentos e discriminação, bom comportamento dentro e fora da escola, entre outras.

A primeira cartilha ‘Bullying não é Brincadeira’ foi lançada no início de 2011.

Informações à Imprensa
Assessoria de Comunicação PMBG
Eduardo Candeias
Fabiano Damasceno
noticia@pmbg.es.gov.br
(27) 3732-8914
Edição: Eduardo Candeias

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Skip to content