Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Vacina

Baixo Guandu bate 97% de cobertura vacinal da Pólio, Superando a meta de 95% do Ministério da Saúde

O Município de Baixo Guandu é um dos poucos municípios do Espírito Santo e do Brasil a atingir a meta de aplicações da vacina contra a Poliomielite.

Segundo o Secretário Municipal de Saúde Vinícius Gobbo, a meta foi fixada em 95% pelo Ministério da Saúde e só foi superada devido ao empenho de toda equipe de imunização do Município, que não mediu esforços para atingir o máximo de crianças menores de 5 anos, público alvo da vacina.

“Em alguns casos, a equipe da secretaria saiu a campo em busca ativa em residências, escolas e creches, para que ninguém ficasse sem tomar a vacina.” Acrescentou Vinícius.

Vacinação contra a poliomelite continua de segunda a sexta-feira no NESF em Baixo Guandu

No país, a campanha de vacinação contra a pólio foi prorrogada, e termina no dia 30 deste. Em Baixo Guandu, a vacinação contra a poliomielite (ou paralisia infantil), continua de segunda a sexta-feira, das 8 horas às 15 horas, na Unidade de Saúde NESF, na rua Dr. Hugo Lopes Nalles, s/n, no centro.

Na semana passada, a Secretaria Municipal de Saúde, realizou um evento (11/10), em comemoração ao Dia das Crianças, com objetivo de atualização da Caderneta de Vacinação das crianças do município. Já foram vacinadas 1.240 crianças, com 75% do público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite, hoje, a meta da pasta, é vacinar 1.561 crianças.

Vacinação casa a casa:
Sexta-feira, Dia 21/10.
Unidade do Bairro Operário – centro.
Vacinação nas Unidades de Saúde:
Dia19 – São Vicente – Noturno.
Dia 25 – Rosário i – Vespertino e Noturno.
Dia 26 – Valparaíso – Vespertino, às 14 horas.
Dia 26 – Rosário II – (Creche) das 8h30 às 11h30.

Vacinação contra a pólio vai até dia 31
A prorrogação de campanha visa ao aumento da cobertura vacinal, que está abaixo dos 60%, segundo a Secretaria de Estado de Saúde. A campanha de vacinação contra a poliomielite para crianças menores de 5 anos foi prorrogada até dia 31 de outubro, no Espírito Santo. O objetivo é ampliar a cobertura vacinal: até a manhã de segunda-feira (17), 135.653 crianças haviam sido imunizadas, o que corresponde a 59% do público-alvo. Os dados são da Secretaria de Saúde do Espírito Santo (Sesa).

A campanha nacional de vacinação contra a pólio terminou em 30 de setembro e apenas 60% do público-alvo recebeu a dose no país. A meta da campanha é atingir 95% dessa faixa etária. O Ministério da Saúde alerta que a vacinação contra a poliomielite continua em todos os postos de saúde.

A poliomielite ou paralisia infantil, como é popularmente conhecida, é uma doença infectocontagiosa, causada por um vírus transmitido por água e alimentos contaminados ou por meio de contato com uma pessoa infectada. Ele acomete em geral os membros inferiores e tem como principais características a flacidez muscular. A doença pode levar à morte ou gerar sequelas irreversíveis.

Atualmente ainda há risco de reintrodução do vírus da pólio no Brasil, e, por isso, as campanhas se mantêm como uma ação necessária de prevenção desde 1980. O último caso de paralisia infantil registrado no País foi em 1989. No Prorrogação de campanha visa ao aumento da cobertura vacinal, que está abaixo dos 60%, segundo a Secretaria de Estado de Saúde.
A campanha de vacinação contra a poliomielite para crianças menores de 5 anos foi prorrogada até dia 31 de outubro, no Espírito Santo. O objetivo é ampliar a cobertura vacinal: até a manhã de segunda-feira (17), 135.653 crianças haviam sido imunizadas, correspondendo a 59% do público-alvo. Os dados são da Secretaria de Saúde do Espírito Santo (Sesa).
A campanha nacional de vacinação contra a pólio terminou em 30 de setembro e apenas 60% do público-alvo recebeu a dose no país. A meta da campanha é atingir 95% dessa faixa etária. O Ministério da Saúde alerta que a vacinação contra a poliomielite continua em todos os postos de saúde.

A poliomielite ou paralisia infantil, como é popularmente conhecida, é uma doença infectocontagiosa, causada por um vírus transmitido por água e alimentos contaminados ou por meio de contato com uma pessoa infectada. Ele acomete, em geral os membros inferiores e tem como principais características a flacidez muscular. A doença pode levar à morte ou gerar sequelas irreversíveis.

Atualmente ainda há risco de reintrodução do vírus da pólio no Brasil, e, por isso, as campanhas se mantêm como uma ação necessária de prevenção desde 1980. O último caso de paralisia infantil registrado no País foi em 1989. No Espírito Santo, a última notificação foi em 1987. Em 1994, o Brasil recebeu o Certificado Internacional de Erradicação da Transmissão Autóctone do Poliovírus Selvagem.

Prevenção:
A poliomielite não tem tratamento. A prevenção é feita por meio da vacinação. Também é importante a adoção de medidas preventivas contra doenças transmitidas por água e alimentos contaminados.
No Brasil, a vacina é oferecida nos postos da rede municipal de saúde e durante as campanhas nacionais de vacinação. Segundo o Ministério da Saúde, a imunização deve ser iniciada a partir dos 2 meses de vida, com mais duas doses aos 4 e 6 meses, além dos reforços entre 15 e 18 meses e aos 5 anos. Vale lembrar que, apesar de ser mais comum em crianças menores de 4 anos, a pólio também pode acometer adultos.

Prefeitura de Baixo Guandu realiza vacinação contra a raiva em cães e gatos

A Prefeitura municipal de Baixo Guandu realizou através da Secretaria de Saúde a vacinação antirrábica de mais de 5.000 animais, objetivando eliminar a doença e dar mais segurança à população em relação aos seus cães e gatos.

O dia “D” aconteceu no dia 03 de setembro e vacinou cerca de 1.600 animais em um único dia. A vacinação continuou a acontecer nas residências do município e no interior do município e já atingiu o total de 5.231 animais vacinados.

Para quem ainda não levou o seu animal para vacinar, basta procurar a sala da Vigilância em Saúde que fica localizada no prédio da Secretaria Municipal de Saúde (Rua Francisco Ferreira, nº 40, Centro) para realizar a vacinação. Caso tenha dificuldade em levar o seu animal até o local, pode ser realizado um agendamento para vacinação a domicílio. A vacinação a domicílio é realizada nas sextas-feiras.

Apesar de ser uma doença controlada, é importante manter em dia a vacinação dos animais do município. A vacina antirrábica é ainda a única forma de prevenir a enfermidade e manter os pets saudáveis.

Fatal em quase 100% dos casos, a raiva é uma zoonose que pode também afetar o ser humano e por isso os cuidados se redobram no combate e prevenção da doença.

Prefeitura de Baixo Guandu realizará “Dia D” da vacinação contra raiva

( imagem Governo do Estado do Espírito Santo)

A Campanha de Vacinação Antirrábica para cães e gatos “Dia D”, vai acontecer no sábado, dia 3 de setembro, das 7 às 16 horas na área urbana, no interior a equipe da Vigilância Sanitária já realizou a vacinação. Serão 15 pontos de vacinação distribuídos no município, e a campanha será coordenada pela Vigilância Sanitária da Secretariam Municipal de Baixo Guandu.

Serão imunizados cães e gatos a partir dos 3 meses. Seus donos devem levar a carteira de vacinação do animal ou fazer com o(a) Agente de saúde no dia. Os cães devem estar de coleira e os que forem mais bravos, de focinheira, os gatos devem estar devidamente contidos em caixas de transporte ou enrolados em toalhas de banho ou em fronhas, para evitar que fujam ou arranhem o dono.

A Coordenadora da Vigilância Sanitária Municipal de Baixo Guandu, Alana Vitória Moraes Santana de Arruda, comentou que essa ação reforça a aplicação da vacina antirrábica nos animais de estimação em nosso município. “É de grande importância que os donos se atentem às datas, e levem seus Pets (animais) para receber a vacina. Essa doença é letal, perigosa para humanos e animais. ” Disse a Coordenadora. Com as ações do “Dia D” da Campanha de Vacinação Antirrábica, a Prefeitura de Baixo Guandu espera imunizar aproximadamente 7 mil animais de estimação. Depois da vacinação “Dia D”:

A Vigilância Sanitária informa aos guanduenses que após o dia 03 de setembro “Dia D”, o Posto de Saúde do centro da cidade, terá o ponto fixo para vacinação contra raiva, para aqueles que não conseguirem comparecer para vacinar seu Pet (animal) contra Antirrábica.

Confira os locais de vacinação dos postos:

Escola Júlia de Carvalho Fischer São Vicente – Horário – 7 às 11 horas.

Escola Polivalente Sapucaia – Horário – 12:30 às 16 horas.

Igreja Católica Divino Espirito Santo Mauá – Horário – 7 às 11 horas.

Escola Estadual José Damasceno Filho Sapucaia – Horário – 12:30 às 16 horas.

Escola Benevenuto Clementino Gobbo São José – Horário – 7 às 11 horas.

Praça São José (Biliska) São José – Horário – 12:30 às 16 horas.

Escola Presidente Kennedy Vila Kennedy – Horário – 7 às 11 horas.

Escola Cosme e Damião Santa Mônica – Horário – 12:30 às 16 horas.

SESP – Unidade de Saúde Dilman Neto Ferreira Centro – Horário – 7 às 16 horas.

Escola João Júlio Cardoso Valparaiso – Horário – 7 às 11 horas.

Igreja Católica Residencial Ricardo Holz Ricardo Holz – Horário – 12:30 às 16 horas.

Escola João XXIII Rosário I – Horário – 7 às 16 horas.

Escola Darlene Magione Frankine Rosário II – Horário – 7 às 11 horas.

A importância da Vacinação Antirrábica: A vacina antirrábica é ainda a única forma de prevenir a enfermidade e manter os Pets saudáveis. Fatal em quase 100% dos casos, a raiva é uma zoonose que pode também afetar o ser humano e por isso os cuidados se redobram no combate e prevenção da doença.

Campanha de Vacinação – 1ª Dose para adolescentes de 12 anos acima

A prefeitura de Baixo Guandu, por meio da Secretaria Municipal de Saúde informa que, quinta-feira (23/09), estará acontecendo a aplicação da 1ª Dose para os adolescentes de 12 anos acima sem comorbidades e aplicação da 2ª Dose para as pessoas que estão dentro do prazo necessário (Pfizer e Astrazeneca: 70 dias após a aplicação da 1ª dose).

▪️ Observação: Será necessário o acompanhamento de um responsável pelo adolescente. Portando documento que comprove a responsabilidade (Certidão de Nascimento, Documento com foto, dentre outros). Para vacinação sem a presença do responsável é necessário apresentar o termo de assentimento para a vacinação, devidamente preenchido e assinado pelo responsável legal disponível para download no final da matéria.

▪️ Horário: Das 08h às 14h;
▪️ Local: Pátio da Matriz São Pedro.

Como comprovação para a vacinação deverá ser apresentado os documentos abaixo relacionados:

▪️ Documento CPF;
▪️ Cartão da família;
▪️ Comprovante de vacinação da 1ª Dose (para 2ª dose);

#baixoguandu #espiritosantoes #capixaba #guanduense #euamobaixoguandu #baixoguandues

Campanha de Vacinação – 1ª Dose para adolescentes de 15 a 17 anos

A prefeitura de Baixo Guandu, por meio da Secretaria Municipal de Saúde informa que, quarta-feira (15/09), estará acontecendo a aplicação da 1ª Dose para os adolescentes de 15 a 17 anos sem comorbidades e aplicação da 2ª Dose de acordo com a data marcada no comprovante de vacinação da 1ª dose.

▪️ Observação: Será necessário o acompanhamento de um responsável pelo adolescente. Portando documento que comprove a responsabilidade (Certidão de Nascimento, Documento com foto, dentre outros). Para vacinação sem a presença do responsável é necessário apresentar o termo de assentimento para a vacinação, devidamente preenchido e assinado pelo responsável legal disponível para download no final da matéria.

▪️ Horário: Das 08h às 14h;
▪️ Local: Pátio da Matriz São Pedro.

Como comprovação para a vacinação deverá ser apresentado os documentos abaixo relacionados:

▪️ Documento CPF;
▪️ Cartão da família;
▪️ Comprovante de vacinação da 1ª Dose (para 2ª dose);

Skip to content