Skip to content Skip to left sidebar Skip to footer

Geral

Programa de Assistência Dermatológica (PAD) bate recorde de cirurgias em Baixo Guandu

Baixo Guandu recebeu neste último final de semana o mutirão do Programa de Assistência Dermatológica (PAD), que atendeu entre os dias 9 e 10 de julho, moradores dos municípios mineiros de Aimorés, Itueta e Resplendor, além de pacientes de Baixo Guandu, Colatina, Itaguaçu e Itarana, entre outras cidades, na Unidade de Saúde NESF.

Segundo a coordenação do programa foram realizadas 169 consultas, 468 crioterapias, 109 cirurgias e vários atendimentos na área odontológica, para prevenção de câncer de boca. A equipe atuante foi composta por mais de 110 pessoas, divididas entre coordenadores, médicos, motoristas, acadêmicos, servidores da Secretaria Municipal de Saúde e colaboradores da igreja Luterana.

A prefeitura custeou a hospedagem e refeições para toda equipe médica do Programa de Assistência Dermatológica e Cirúrgica ao Câncer de Pele (PAD). Além disso, a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou os materiais utilizado nos procedimentos e mobilizou diversos profissionais durante os dois dias da campanha com intuito de dar todo aporte na organização geral e disposição do local.

O PAD é um programa de extensão da Ufes voltado a diagnósticos e tratamentos de câncer de pele, e que existe há 35 anos. O público-alvo são comunidades que vivem na zona rural, em cidades do interior do estado, onde são realizados cerca de 3 mil atendimentos anualmente.

Além da Universidade, são parceiros no Programa a Secretaria de Saúde do Estado do Espírito Santo (Sesa), Sicoob, ADCOS, prefeituras municipais, a Associação Albergue Martim Lutero e empresas privadas, que auxiliam na compra, manutenção e conserto de equipamentos.

Atendimento à imprensa:
Comunicação Social
Tel.: (27) 3732 – 8900
E-mail: comunicacao@pmbg.es.gov.br

2º Concurso Primeira Infância com Arte (Piarte)

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação, através do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), realizou nesta última segunda-feira (11), uma oficina para os pais e crianças do programa “Criança Feliz Capixaba”, que irão participar do 2.º Concurso Primeira Infância com Arte (Piarte), com o tema “Brincar em Território”.

Durante a realização da oficina, os pais receberam um Kit de Pintura contendo lápis de cor, giz de cera, tinta guache, canetas esferográficas, canetas hidrocor e folha de papel A4, para ser utilizado pela criança na criação do desenho.

O concurso, que utiliza pintura e desenho, tem como objetivo fortalecer os significados da vivência da primeira infância nos territórios e o desenvolvimento da criança, por meio da linguagem de expressão infantil, com atividades lúdicas.

Atendimento à imprensa:
Comunicação Social
Tel.: (27) 3732 – 8900
E-mail: comunicacao@pmbg.es.gov.br

Baixo Guandu recebe visita técnica da referência estadual em Leishmaniose Visceral

Baixo Guandu recebeu nesta última quinta-feira (7), a visita técnica da Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (SESA) e de representantes dos municípios vizinhos, para apresentação do plano de ação municipal para a intensificação da vigilância e controle da Leishmaniose Visceral. Além do plano de ação, os participantes conheceram o funcionamento da Unidade de Vigilância de Zoonoses de Baixo Guandu, que já se tornou modelo para outros municípios da região noroeste.

A visita técnica coordenada pelo Dr. Romeu de Podestá (médico veterinário) e Dra. Karina Bertazo Del Carro (bióloga), da referência estadual da Leishmaniose Visceral, teve como principal objetivo, conhecer as ações que vem sendo adotadas no município e o reflexo delas no combate a Leishmaniose Visceral, principalmente com a implementação do aplicativo de cadastro de cães e gatos “VigiPet”, desenvolvido por servidores do município.

O médico veterinário responsável técnico da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ), de Baixo Guandu, Juliano Fernandes Alves, explicou detalhadamente todo plano de ação que será adotado pelo município na pesquisa de encoleiramento canino a ser realizada após o último treinamento da equipe no dia 25 de julho, em Bauru, São Paulo. O encontro teve a presença de representantes dos municípios de Aimorés, Colatina, Itaguaçu, Laranja da Terra e Pancas, e das superintendências regionais de Saúde de Colatina, São Mateus e região metropolitana.

Atendimento à imprensa:
Comunicação Social
Tel.: (27) 3732 – 8900
E-mail: comunicacao@pmbg.es.gov.br

​ IPTU 2022 já está disponível no site da PMBG

Os boletos do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e da Taxa de Coleta de Lixo de 2022 já podem ser emitidos pelo site da prefeitura municipal de Baixo Guandu através do endereço eletrônico: www.pmbg.es.gov.br/servicos.

Os moradores que pagarem em cota única até o dia 31/08/2022 terão desconto de 10% (dez por cento) no IPTU.

O carnê do IPTU 2022 será distribuído antes do vencimento da cota única e da primeira parcela fixada no calendário fiscal dos tributos municipais, conforme publicado no decreto 6.850/2022. Em anexo ao carnê será entregue o Documento de Arrecadação Municipal – DAM da Taxa de Coleta de Lixo.

O IPTU e a taxa de coleta de lixo correspondente aos “lotes vagos” devem ser retirados no setor de Fiscalização e Tributação, localizado no prédio da prefeitura municipal, das 7h às 16h, de segunda a sexta-feira.

Se o morador preferir, poderá parcelar o valor do IPTU em até quatro (04) parcelas, devendo ficar atento às datas de vencimento mensais.

Conforme cronograma abaixo:

IPTU
Cota única: 31/08/2022
1.ª parcela: 31/08/2022
2.ª parcela: 30/09/2022
3.ª parcela: 31/10/2022
4.ª parcela: 30/11/2022

Taxa de coleta de lixo
Parcela única: 31/08/2022

Taxa de licença para localização e autorização para funcionamento – TLLF
Parcela única: 31/08/2022

Estão autorizados a receber o imposto o Banestes, o Banco do Brasil e as casas lotéricas de Baixo Guandu.

O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) é um instrumento importante de receita para o município, sendo todo ele aplicado em obras e serviços para as comunidades da sede e interior.

Lembrando que o não pagamento do imposto sujeita o contribuinte a ser seu nome inscrito em dívida ativa, além de protesto e inclusão no SPC/Serasa.

Atendimento à imprensa:
Comunicação Social
Tel.: (27) 3732 – 8900
E-mail: comunicacao@pmbg.es.gov.br

Cadastur: O cadastro que garante diversas vantagens e oportunidades para a área de Turismo

O Cadastur é o sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo. O cadastro garante diversas vantagens e oportunidades aos seus cadastrados e é também uma importante fonte de consulta para o turista. O sistema é executado pelo Ministério do Turismo, em parceria com a Prefeitura de Baixo Guandu, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.

A vantagem de se cadastrar está nas oportunidades de acesso a financiamento por meio de bancos oficiais; apoio em eventos, feiras e ações do Ministério do Turismo; incentivo à participação em programas e projetos do governo federal; participação em programas de qualificação promovidos e apoiados pelo Ministério do Turismo; visibilidade nos sites do Cadastur e do Programa Viaje Legal.

Acesse o site do Cadastur e saiba mais sobre as oportunidades em ser cadastrado!

Atendimento à imprensa:
Comunicação Social
Tel.: (27) 3732 – 8900
E-mail: comunicacao@pmbg.es.gov.br

Ônibus: Programa de Assistência Dermatológica (PAD)

A Secretaria Municipal de Saúde de Baixo Guandu irá disponibilizar transporte gratuito para os moradores dos distritos de Ibituba, Vila Nova do Bananal, Alto Mutum Preto e km 14, no dia 9 de julho (sábado), para o atendimento do Programa de Assistência Dermatológica (PAD), que será realizado no Núcleo Estratégia de Saúde da Família (Nesf), localizado na Rua Dr. Hugo Lopes Nale, centro, nos dias 9 e 10 de julho de 2022.

Ônibus dos distritos de Vila Nova do Bananal e Ibituba: saída às 07h (em frente ao posto de saúde do Bananal) e às 07h15 (em frente ao posto de saúde de Ibituba).

Ônibus dos distritos de Alto Mutum Preto e km 14: saída às 06h (em frente à mercearia do Nivaldo em Alto Mutum Preto) e às 06h40 (em frente ao posto de saúde do KM14).

Documentos necessários para atendimento:
CPF;
Cartão Nacional do SUS;
Medicamento em uso;
Documento de identificação.

Sobre o Programa

O PAD é um programa de extensão que auxilia a população rural na prevenção, no diagnóstico e no tratamento do câncer de pele, além de fornecer informações de como se proteger da doença. Seus pacientes são lavradores descendentes de imigrantes europeus, principalmente pomeranos, italianos e alemães.

Felino passa por tratamento na Unidade de Vigilância de Zoonoses

Felino sendo entregue aos servidores da Vigilância de Zoonoses do município de Marilândia/ES. Foto Ascom

A Unidade de Vigilância de Zoonoses de Baixo Guandu deu alta nesta última terça-feira (05) ao gatinho apelidado de “Gordim”, que passou por um tratamento para esporotricose, contaminação fúngica popularmente conhecida como “doença do jardineiro”. O felino do município de Marilândia que estava apresentando sinais clínicos da doença foi recebido pelos médicos veterinários de Baixo Guandu, que comprovaram o agravo através de exame dermatológico específico.

De acordo com o Médico Veterinário responsável técnico da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ), de Baixo Guandu, Juliano Fernandes Alves, o tratamento do animal ocorreu em parceria com a Vigilância de Zoonoses de Marilândia/ES, que encaminhou o felino para tratamento na unidade e custeou a medicação e alimentação. “O município de Marilândia pediu ajuda para tratar o animal e como temos toda a estrutura necessária para diagnosticar e tratar esse agravo, realizamos o tratamento que resultou na cura do animal”, destacou Juliano.

O tratamento que durou cerca de 2 meses foi acompanhado pelos médicos veterinários, que seguiram rigorosamente todas as normas sanitárias e protocolos no contato direto com o animal, que recebia medicações diárias. Com a cura clínica e a ausência de risco à Saúde Pública, o animal foi reconduzido ao município de Marilândia.

Esporotricose

A Esporotricose felina é uma doença causada pelo fungo Sporothrix schenckii. Este organismo causa micoses subcutâneas no gato, em pessoas ou cachorros, ao entrar por feridas já existentes na pele ou por espinhos.

É, por isso, conhecida como “doença dos jardineiros”, pois no século XIX muitos destes profissionais nos Estados Unidos foram diagnosticados com a micose. Por estarem em contato direto com o solo e com plantações de roseiras, eram arranhados constantemente e contaminados pelo fungo.

Apesar da incidência em pessoas, a doença afeta predominantemente os felinos e os casos de esporotricose felina em humanos e em cães são muito menos frequentes.

Transmissão

Os fungos que citamos há pouco se proliferam em locais que os gatos, em geral, adoram: cascas de árvores, no caule das plantas e no solo.

Ao brincar ou passar por estes locais, arranhar a madeira ou enterrar seus dejetos, os fungos podem ficar presos às unhas dos animais, em farpas ou espinhos espetados no corpo.

O contato direto com a micose provocada pelo fungo, como mordidas e arranhaduras de gatos contaminados pode transmitir a doença a outros seres.

Sintomas

Você deve suspeitar que seu bichano contraiu a doença quando perceber alguma ferida na pele, sobretudo próxima ao focinho, que não cicatriza.

Os sintomas da esporotricose em gatos se dão de forma progressiva, ficando mais grave à medida que o tempo passa. É por este motivo que é tão importante que você consulte um veterinário tão logo perceba algum sinal.

Atendimento à imprensa:
Comunicação Social
Tel.: (27) 3732 – 8900
E-mail: comunicacao@pmbg.es.gov.br

Vigilância inicia trabalho de pesquisa vetorial no bairro São Vicente

A Secretaria Municipal de Saúde de Baixo Guandu, através da Vigilância em Zoonoses, iniciou no dia 23 de junho, o trabalho de pesquisa vetorial do programa de vigilância e controle da Leishmaniose Visceral, no bairro São Vicente, para detectar a possível presença flebótomo, popularmente conhecido como “mosquito asa de palha”.

Através da pesquisa será possível identificar os locais onde o “mosquito asa de palha” habita, sua prevalência e incidência (quando é encontrado em maior número). Esta ação permite que a vigilância de Zoonoses tenha respaldo técnico para executar o serviço de dedetização do vetor, nas áreas onde o mesmo é detectado. Deste modo é feito o controle químico, bloqueando a possibilidade do mosquito (vetor) picar um cão ou ser humano.

Atualmente obtivemos um caso confirmado da doença (Leishmaniose Visceral) no bairro São Vicente, demonstrando a importância do desenvolvimento deste trabalho na Saúde Pública. O principal objetivo é o bloqueio do ciclo do vetor, garantindo maior proteção à saúde da população.

Durante a ação estiveram presentes: João Batista Carneiro da Silva (Agente de combate a endemias), Sonealdo Mutz Pego (Auxiliar de Médico Veterinário), Juliano Fernandes Alves (Médico Veterinário/ Coord. UVZ), Augusto Marchon Zago (Médico Veterinário da Superintendência Regional de Saúde de Colatina).

Atendimento à imprensa:
Comunicação Social
Tel.: (27) 3732 – 8900
E-mail: comunicacao@pmbg.es.gov.br

Ponte sobre o córrego do Lage

A Secretaria Municipal de Obras começou a receber na manhã desta sexta-feira (01/07) as vigas pré-moldadas em concreto doadas pela Secretaria Estadual de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (SEAG), para construção da Nova Ponte da comunidade do Lage.

A ponte que era um pedido antigo dos moradores está em fase final de construção, para ser entregue em breve aos moradores.

Atendimento à imprensa:
Comunicação Social
Tel.: (27) 3732 – 8900
E-mail: comunicacao@pmbg.es.gov.br

Alunos de Baixo Guandu participam de formatura do Projeto Corte de Lovelace

A formatura contou com a participação de diversas autoridades, professores e alunos. Fotos: Ita Martins

Nesta última segunda-feira (27), 40 alunos da rede estadual de ensino de Baixo Guandu, sendo, dez (10) da escola Dr. Jones dos Santos Neves e trinta (30) da escola José Damasceno Filho, participaram da formatura do Curso da Corte de Lovelace no Palácio da Fonte Grande, no Centro de Vitória. A formatura teve a presença da vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes e de diversas autoridades do Governo do Estado do ES, IFES e CEFOR.

Segundo a professora do curso, Márcia Gonçalves, no evento de formatura, meninas e meninos de escolas estaduais de Baixo Guandu e Mantenópolis receberam certificados do IFES. A aluna do EJA da escola estadual Dr. Jones Dos Santos Neves, Naara Hidriz França, recebeu o título de nobreza da Corte pelo empenho, dedicação e excelentes notas obtidas no curso, sendo destaque entre as alunas do município.

Naara Hidriz França, recebeu o título de nobreza da Corte pelo empenho, dedicação e excelentes notas obtidas no curso.

As aulas do curso foram ministradas no laboratório do Polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB) de Baixo Guandu, para duas turmas de 20 alunos, no período matutino das 8h às 12h e no vespertino das 13h às 17h.

Também foram homenageados na formatura o prefeito Lastênio Cardoso, a Secretária Municipal de Educação, Kelly Christina Damasceno Gama, e o Coordenador do Polo UAB de Baixo Guandu, Marcio Guilherme Wagner Marques.

Informações sobre o curso

O curso híbrido é resultante do projeto “Mooc de Lovelace no Ensino Híbrido e On-line de Pensamento Computacional, Programação e Robótica: Uma Chamada de Meninas para a Computação’ e é uma realização do Projeto Corte de Lovelace (Ifes/Cefor) em parceria com a SEDU e o Programa Agenda Mulher, da Vice-Governadoria do Estado do Espírito Santo. Conta ainda com o apoio do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), Ministério da Educação e Facto, além do Programa Meninas Digitais, da SBC. O projeto é coordenado pela professora Márcia Gonçalves de Oliveira, do Cefor, faz parte da Chamada Pública 03/2020, que selecionou projetos voltados à promoção da iniciação tecnológica com foco na economia 4.0.

Atendimento à imprensa:
Comunicação Social
Tel.: (27) 3732 – 8900
E-mail: comunicacao@pmbg.es.gov.br

Pular para o conteúdo